Preparo pré-operatório: o que você deve saber para a Cirurgia Plástica

Em 2016, o Brasil registrou um pouco mais de 1.220.000 cirurgias plásticas. Assim, se tornou o 2º país que mais realiza esse tipo de procedimento no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Ainda assim, muitas pessoas desconhecem a importância do preparo pré-operatório para qualquer procedimento cirúrgico, desde os menos até os mais complexos.

Para que a sua cirurgia plástica corra da melhor forma possível, nós listamos abaixo todos os procedimentos que devem ser realizados antes da cirurgia, como cuidados com a saúde e documentações necessárias. Quer saber quais são? Continue a leitura!

Cuidados no preparo do pré-operatório

1. Visite um clínico geral

O primeiro passo para realizar um procedimento cirúrgico é consultar um clínico geral para que seja realizado um check-up. Esses exames são indispensáveis, pois com eles é possível rastrear algum tipo de problema de saúde que esteja escondido e que ainda não tenha dado nenhum sinal de alerta.

Assim, exames de sangue, de urina, do sistema cardíaco, sistema hepático e renal, entre outros, devem ser investigados antes de qualquer coisa. Eles podem decidir se você está apto ou não para o procedimento e em quanto tempo a cirurgia poderá ser realizada.

2. Perca peso

Algumas pessoas podem estar com o seu IMC (Índice de Massa Corpórea) acima dos valores ideais. Se esse é o seu caso, chegou o momento de procurar ajuda profissional para começar a perder os quilos extras.

Há diversos fatores envolvidos que predispõe o paciente a uma situação de risco nessas condições. Por exemplo, o excesso de peso pode levar a uma perda do controle da pressão arterial, dos níveis de insulina ou da glicose no sangue.

Além disso, esse é um fator que influencia na recuperação do pós-operatório. O paciente terá uma maior facilidade para se movimentar e a medicação agirá adequadamente, aliviando a dor e resolvendo o processo inflamatório.

Portanto, o melhor é começar desde antes da cirurgia. Procure um nutricionista e explique a ele qual é o seu objetivo e quanto tempo tem para alcançá-lo. Praticar exercícios físicos também ajuda no emagrecimento.

3. Busque um profissional de confiança

Estar nas mãos de um bom profissional te deixará mais seguro antes, durante e depois do procedimento. É interessante pedir indicações para amigos e familiares que já passaram por procedimentos parecidos. Na consulta, analise se ele é atencioso, se te escuta com paciência e se consegue responder aos seus questionamentos de forma clara.

Outro passo importante para fazer a escolha é verificar se o cirurgião faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. No site, você encontrará um local para fazer a pesquisa por estado. Você pode até utilizar essa ferramenta para encontrar o especialista da sua região.

4. Pare de fumar

Essa é uma das recomendações que você sempre ouviu e sempre ouvirá quando for se submeter a qualquer tipo de cirurgia.

Os produtos químicos presentes no cigarro causam sérios problemas de saúde respiratória e também prejudicam a cicatrização e recuperação no pós-operatório. Por conta disso, o ideal é que você pare de fumar cerca de 15 a 30 dias antes da data da cirurgia.

O álcool também deve ser cortado da dieta por, pelo menos, 7 dias antes do procedimento.

banner clínica integrada de cirurgia plástica

5. Evite alguns medicamentos

Alguns medicamentos devem ser evitados desde o primeiro dia da consulta. Por exemplo, remédios para emagrecer e que afetam o metabolismo de alguma forma devem ser suspensos, especialmente os de efeito termogênico.

Outros tipos de substâncias que precisam ser eliminadas do seu dia a dia são aquelas que podem provocar hemorragia no momento da cirurgia como o acetilsalicílico – Aspirina, ASS, Melhoral – e alguns anti-inflamatórios que também são capazes de causar esse efeito.

Alguns chás e medicamentos naturais também precisam ser eliminados do seu dia a dia. Por mais que sejam de fonte natural, eles podem conter substâncias que impedem a coagulação sanguínea, como a ginko biloba.

6. Leve os exames no dia da internação

Alguns pacientes não se lembram desse detalhe tão importante: levar todos os exames realizados para o procedimento no dia em que der entrada na clínica ou hospital.

Desde a primeira consulta, o ideal é separar uma pasta para deixar todos esses exames bem organizados e num local de fácil acesso. A equipe médica precisará de todos eles no dia da realização do procedimento, portanto, é essencial que esteja com eles em mãos. Eles também ajudarão no momento de alguma emergência.

7. Não coma antes da cirurgia

Essa é uma das principais recomendações médicas e há bons motivos para isso. O ideal é que o paciente não coma ou beba por cerca de 8 horas antes do procedimento. Esse tempo também depende do tipo de cirurgia plástica que você pretende fazer.

8. Tenha total segurança da sua decisão

Esse é o ponto principal dessa lista. Fazer uma cirurgia plástica sem ter plena certeza de que é isso que deseja pode trazer arrependimentos no futuro, sentimento de culpa e frustração.

Por isso, se for necessário, faça terapia por algum tempo, se conheça e pense se é isso que deseja, especialmente se essa decisão foi tomada por algum tipo de impulso.

Cuidados específicos no pós-cirúrgico

O momento após a cirurgia é de grande importância para a recuperação. É uma situação que exige repouso e pouca mobilidade, dependendo do tipo de cirurgia.

Você pode precisar de alguns itens nesse momento, como uma cinta cirúrgica, que precisará usar nos casos de cirurgia de abdome ou na lipoaspiração. Ela garantirá uma melhor cicatrização e reduzirá a mobilidade da região ajudando na resolução do processo inflamatório (inchaço).

Assim, é extremamente importante seguir as recomendações do profissional e usar os itens, como sutiãs e cintas, corretamente.

Percebeu como o pré-operatório é tão importante quanto o momento da cirurgia e depois dele? Então, cuide de todos os detalhes para não ter preocupações numa situação que pede calma e controle emocional.

Gostou de saber mais sobre como é o preparo pré-operatório? Se quiser ver mais dicas e aprender sobre cirurgia plástica e tudo que a envolve, curta a nossa página no Facebook!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.

0 Comentários

  1. Avatar
    Killiane freire Calmonsays:

    Vou fazer a cirurgia bariátrica logo logo depois a Reparadora depois de 2 anos é isso mesmo né?

    • Dr. Lecy Marcondes
      Dr. Lecy Marcondessays:

      Olá Killiane,
      voce deve estabilizar o seu peso, após a cirurgia, isto leva de 6 a 1 ano. Após a estabilização do peso e liberação do seu cirurgião bariátrico, voce poderá realizar a sua cirurgia.

  2. Avatar
    Cheilasays:

    Olá Dr. Lecy! Existe algum impedimento para pacientes pós bariátricos na realização de dois procedimentos (mamoplastia e abdominoplastia) na mesma cirurgia?

    • Dr. Lecy Marcondes
      Dr. Lecy Marcondessays:

      Olá Cheila,
      A principio não. Mas devemos observar os volumes a serem retirados, os exames pré-operatórios e a avaliação cardiológica.

  3. Avatar
    Mariangela Macedosays:

    Dr. sou admiradora do seu trabalho e pretendo fazer as reparadoras pós bariátrica com o senhor, fiz a bariátrica há 12 anos e nunca atingi a meta. Estabilizei em 63kg e meço 1,54. Será que posso fazer as plásticas ou preciso perder peso?

  4. Avatar
    Carmen Lúcia Corrêa Borges Monfortesays:

    Olá Dr Lecy!!!! Fiz a bariátrica há 6 anos não fiz as reparadoras,mas agora quero fazer porém o ferro está baixo o cirurgião plástico diz que não opera e nutrólogo diz que bariátrico sempre terá a ferritina baixa, e nessa confusão o tempo passa e não aumenta a ferritina, o que o Sr me diz?

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Open chat