Você sabe o que é enxerto de gordura? Conheça 4 partes do corpo para realizar a lipoescultura

Já ouviu falar sobre enxerto de gordura ou lipoescultura? Inúmeras mulheres e, até mesmo, os homens querem estar com as curvas do corpo bem moldadas. Para conseguir seus objetivos, modificam desde a alimentação, exercícios e se submetem a cirurgias plásticas.

Para ter o bumbum redondo e empinado, coxas grossas, face mais simétrica não é necessário um implante de silicone. Hoje, é bem possível usar sua própria gordura localizada para preencher e aumentar partes do seu corpo com a lipoescultura. Um procedimento rápido e que tem trazido ótimos resultados aos pacientes.

Entenda melhor sobre essa técnica de cirurgia que pode ser muito benéfica. Confira!

O que é o enxerto de gordura ou lipoescultura?

A lipoescultura é uma técnica de cirurgia plástica na qual o médico qualificado faz uma lipoaspiração em determinada região do corpo para retirar o excesso de gordura. Depois, essa gordura é separada do sangue e demais líquidos para ser enxertada por meio de uma agulha, com microinjeções no local desejado pela pessoa.

O enxerto pode ser realizado nos glúteos, sulcos do rosto, coxas, mãos, pés e seios, dando maior harmonia ao corpo.

Como funciona a lipoescultura?

Inicialmente, a pessoa recebe anestesia geral, peridural ou local, dependendo da quantidade de gordura que será retirada. São feitos pequenos cortes nas regiões já marcadas, para infiltrar uma solução de soro fisiológico e adrenalina, a fim de reduzir o sangramento e desgrudar a gordura.

Uma cânula de lipoaspiração é introduzida, chegando até a camada de gordura para ser aspirada por um sistema à vácuo. O local onde é colocado a cânula muda de acordo com a anatomia do cliente.

Após, a gordura é tratada para separar as células rompidas, sangue e anestésico. Dessa maneira, são inseridas finas seringas na região do corpo pretendida, para dar a forma desejada pela pessoa. O procedimento de lipoescultura demora entre 1 a 3 horas, dependendo do tamanho da intervenção.

Quais as partes do corpo que podem receber a própria gordura?

Para ter a aparência desejada e a autoestima elevada, a técnica é indicada e pode ser realizada nas seguintes regiões.

1. Rosto

Indicado para reduzir linhas de expressão, rugas, o famoso “bigode chinês”, dar volume nas bochechas e melhorar a harmonia do rosto.

2. Seios

Para dar mais suavidade e uma aparência natural, a gordura pode ser colocada nos seis para aumentar o volume, disfarçar a prótese de silicone e, ainda, corrigir alguma deformidade.

3. Glúteos

Usada para corrigir tamanhos dos glúteos ou aumentar sua dimensão. Inclusive, ao colocá-lo o cirurgião pode ampliar as coxas para que elas fiquem mais grossas.

4. Mãos e pés

A medida que as pessoas envelhecem perdem o tecido gorduroso e o tônus muscular, ficando em evidência os ossos e as veias, dependendo do caso, o enxerto de gordura ameniza o problema.

banner clínica integrada de cirurgia plástica

Como é o pré-operatório?

Para fazer um procedimento cirúrgico, é preciso de um pré-operatório para diminuir os riscos existentes, tanto da cirurgia quanto da anestesia. O paciente deverá receber todas as informações precisas.

Também, ele deve deixar de tomar determinadas medicações que podem interferir na cirurgia, como ácido acetilsalicílico, anticoncepcional, parar de fumar entre 30 a 60 dias de antecedência, para não prejudicar a cicatrização. Além de evitar alimentos como alho e castanha-da-índia.

Ainda, fazer os exames laboratoriais de hemograma completo, dosagem de sódio, potássio, ureia, creatinina, coagulograma, glicemia e urocultura. Dependendo da idade do paciente, é solicitado pelo médico, ainda, eletrocardiograma e radiografia. Se for mulher, é pedido também um exame de gravidez.

Para lipoescultura do abdômen é indicado fazer a ecografia abdominal total e da parede abdominal, assim, o médico avaliará hérnias e patologias intra-abdominais.

O que precisa no pós-operatório?

Depois da cirurgia, a região que fez lipoaspiração e a que recebeu a lipoescultura ficarão inchadas, com manchas devido ao acúmulo de sangue. Também, com muita sensibilidade ou insensível, isso depende da pessoa, pois cada uma reage diferente do outro. Tudo isso, por um período médio de 20 a 30 dias.

No pós-operatório, a pessoa poderá ter dor e o tratamento será com analgésico e antibiótico, para evitar infecção. Como cada caso é um caso, dependerá das predisposições do paciente a alguma complicação para ministrar outros medicamentos.

Uma cinta modeladora deverá ser usada logo que a pessoa sair do hospital, para ajudar no resultado da cirurgia. Isso porque ela comprimirá e posicionará a pele e a gordura no lugar que deverá permanecer. Seu uso é constante por 30 a 45 dias, tirando somente para tomar banho.

Exercícios físicos, como caminhada, são bem-vindos após 30 dias, de acordo com a recuperação da pessoa.

Outro procedimento que precisa ser feito, é a drenagem linfática, para diminuir o inchaço, líquidos no espaço que ficou da lipoaspiração, aumentar a circulação sanguínea e reduzir a dor. Pode ser realizada manualmente ou com aparelhos. A drenagem ajuda na cicatrização prevenindo as fibroses e a recuperação é mais rápida.

Como avaliar o cirurgião plástico e a clínica?

Consulte o Conselho Federal de Medicina para saber se o médico tem registro no órgão. Isso pode ser feito pelo site da entidade. Outro dado importante para ser levantado é conferir se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois é a única que atesta a formação e experiência do médico.

Também, entre em contato com o hospital e verifique se o médico tem creditação para cirurgia de médio porte. Converse com pacientes que fizeram cirurgia com o médico e veja as avaliações. Para que você se sinta segura ao realizar o procedimento de lipoescultura.

O avanço da medicina tem trazido muitos benefícios para aumentar a autoestima das pessoas. Muitas são as técnicas e procedimentos para que cada ser humano se sinta melhor consigo. O enxerto de gordura ou lipoescultura vem contribuir para o bem-estar físico e emocional. É uma técnica segura, de recuperação rápida e bons resultados.

Agora, você já sabe mais sobre o assunto, desde o que é, como funciona, para quais partes do corpo é indicado, os preparativos, o pós-cirúrgico e onde buscar referências do médico.

Se quiser mais informações ou se ficou com alguma dúvida, por favor, entre em contato com nossa clínica que teremos o prazer de dar a melhor orientação.

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Open chat