6 dicas para diminuir o culote e acabar com essa gordurinha

Diminuir o culote não é fácil, não é mesmo? O culote é aquela porção de gordura que insiste em ficar localizada na lateral do quadril, na parte superior das coxas e abaixo dos glúteos. Ele acaba causando incômodo por aumentar o volume corporal, dificultando na hora de encontrar roupas e até mesmo na autoestima feminina. 

O surgimento dessa porção de gordura pode estar relacionada à fatores hormonais, genéticos, nutricionais ou metabólicos. Infelizmente, reduzir o culote e acabar de vez com essa gordurinha localizada não é fácil.

Se o seu culote está incomodando e você está em busca de soluções para se sentir bem com o seu corpo, esse artigo é para você!

Vamos sugerir 6 alternativas para reduzir o culote que vão desde de mudanças de hábitos até tratamentos estéticos e plásticos. Ficou interessada? Leia esse artigo até o final e saiba quais são!

1. Exercícios localizados

Que os exercícios com cargas, também chamados de musculação, são benéficos para saúde e para o corpo não há dúvidas. Graças a essa atividade, ocorre um aumento na quantidade de músculos, redução da gordura corporal e melhora no condicionamento físico geral. O mais importante é que a musculação também leva a um aumento do metabolismo, exigindo que o corpo queime mais calorias.

A boa notícia é que a musculação também pode ser uma aliada na hora de diminuir o culote. No entanto, para que você tenha o resultado que tanto quer, é preciso apostar nos exercícios localizados, ou seja, aqueles que trabalham exatamente a região do culote.

Os exercícios localizados vão estimular a produção de células musculares na região e a queima de gordura, reduzindo o volume da circunferência do quadril e garantindo mais firmeza na área.

Alguns exemplos de exercícios localizados são:

  • agachamento;
  • afundo;
  • cadeira abdutora;
  • e o glúteo em quatro apoios.

Antes de praticar qualquer atividade física, lembre-se de procurar um professor de educação física para lhe orientar e garantir que você não se machuque, ok?

2. Alimentação equilibrada

Outra medida que deve ser associado à prática de atividade física é a alimentação equilibrada. Uma dieta irregular e repleta de produtos gordurosos ou com muito carboidrato pode contribuir para o surgimento do culote.

Para diminuir a gordura localizada no quadril, é preciso apostar em uma dieta equilibrada e saudável, elaborado por nutricionista de acordo com o seu metabolismo e as exigências do seu corpo.

De uma forma geral, quem deseja diminuir o culote deve evitar alimentos ricos em açúcares e conservantes, muito gordurosos ou mesmo o consumo excessivo de carboidratos refinados, como pães de farinha branca, biscoito e bolos.

O ideal é equilibrar a quantidade de proteína magra (com pouca gordura aparente, como peito de frango, patinho, peixes e ovos),  com os carboidratos integrais e gorduras de boa qualidade (castanhas, azeite, abacate etc). Não se esqueça das frutas e verduras, já que elas garantem a quantidade de vitamina que o corpo necessita.

3. Atividades aeróbicas

Além dos exercícios localizados, uma boa forma de diminuir o culote é fazer atividades aeróbicas. Ela utiliza a gordura do corpo como fonte de energia e acelera o metabolismo, aumentando a queima calórica.

Alguns exercícios podem ser incluídos na sua rotina como corridas, bicicleta (tanto na rua quanto indoor) e também atividades de alta intensidade intervalada  (também chamadas de HIIT), que promovem uma grande queima calórica ao mesmo tempo que estimulam o ganho muscular na região.

Lembre-se de consultar um médico e fazer uma avaliação física para atestar se você está em condições de praticar exercícios aeróbicos.

4. Massagem redutora para diminuir o culote

A massagem redutora, feita a partir da drenagem linfática, é uma ótima opção para reduzir a gordura localizada no quadril.

Essa técnica ajuda o corpo a eliminar as toxinas e líquidos que ficam acumulados entre os tecidos. Para isso, a profissional realiza movimentos suaves com as mãos sobre a pele, forçando a quebra da gordura.

Por essa razão, a drenagem linfática também pode ser utilizada para reduzir o volume o culote. Para ter resultados mais satisfatórios, o ideal é fazer um tratamento contínuo e associar a outros procedimentos e à atividade física.

5. Radiofrequência

O tratamento com radiofrequência consiste na aplicação de uma técnica em que é gerado um calor intenso que, em contato com a pele, atua no adipócito (célula de gordura), queimando a gordura localizada.

A radiofrequência se tornou um dos mais populares tratamentos estéticos para diminuir o culote. Para ter melhores resultados, são necessárias entre 4 a 12 sessões, dependendo do corpo da paciente. Isso porque os resultados da queima vai aparecendo lentamente.

6. Lipoaspiração

Em alguns casos, mesmo quando a paciente pratica uma atividade física regular, cuida da alimentação e faz alguns procedimentos estéticos, a gordurinha do culote teima em não sair. Quando isso acontece e a pessoa se sente incomodada, o mais recomendado é passar por uma cirurgia de lipoaspiração.

A lipoaspiração consiste em uma cirurgia plástica em que a gordura localizada é aspirada por pequenas incisões com o auxílio de cânulas de metal.

Esse tipo de procedimento deve ser feito em pessoas que estão próximas do peso ideal, mas que estão insatisfeitas com o seu contorno corporal.

A lipoaspiração também só deve ser realizada por um cirurgião plástico credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para se submeter ao procedimento, o paciente deve passar por uma avaliação de saúde.

Depois de optar pelo tratamento, são tomados alguns cuidados pré operatórios. Na data da cirurgia, o paciente é internado. O pós-operatório exige repouso, um acompanhamento médico de perto, o uso de medicamentos recomendados pelo cirurgião e algumas sessões de drenagem linfática. Logo, a paciente vai observar o resultado final e ficar satisfeita.

A Clínica Integrada de Cirurgia Plástica de São Paulo oferece toda estrutura necessária para a realização da cirurgia de lipoaspiração, além de contar com uma equipe completa altamente qualificada para dar o suporte e os cuidados que você precisa.

E aí, o que você achou dessas dicas para diminuir o culote? Lembre-se que antes de tomar qualquer decisão é importante procurar por profissionais credenciados e fazer uma avaliação completa de saúde que indicará qual o melhor caminho para conquistar o corpo dos sonhos.

Se você ainda tem dúvidas ou quer saber mais sobre a lipoaspiração, entre em contato conosco!

Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

2 Comentários

  1. Avatar
    Richelesays:

    Bom dia Dr.lecy
    Meu nome é Richele sou paciente pôs bariátrica é preciso fazer três procedimentos:
    Braço,costas e maxto e se possível lipoescultura.
    Gostaria de saber média de valores à vista.
    Aguardo seu retorno,sou de Bh

    • Dr. Lecy Marcondes
      Dr. Lecy Marcondessays:

      Bom dia Richele, tudo bem?
      São normas do Conselho Federal de Medicina, não podemos informar valores assim sem uma pré-avaliação em consulta.
      Agende seu horário na clínica.
      Telefone: 11 3040 2380
      Um abraço!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação