12 tipos de cirurgia plástica que você precisa conhecer

As cirurgias plásticas, como sabemos, são recursos para corrigir traços ou partes do corpo que não têm o aspecto desejado ou causam algum tipo de desconforto. As intervenções feitas, seja por motivos estéticos ou por questões de saúde, ajudam na autoestima, fazendo a pessoa se sentir feliz com ela mesma.

Há diversas cirurgias e, para cada parte do corpo, existe uma específica. Pensando nisso, vamos esclarecer os 12 dos principais tipos de cirurgia plástica que você precisa conhecer. Vamos lá?

1. Mamoplastia

A mamoplastia é a cirurgia realizada na mama e pode ser feita com dois objetivos: para aumentar o volume ou para reduzir. A mamoplastia de aumento, sonho de consumo de muitas mulheres, consiste no implante de próteses de silicone nos seios. Geralmente, é procurada por pessoas que estão insatisfeitas com o tamanho ou formato das mamas ou  por aquelas que passaram por mastectomia (retirada total ou parcial).

Já a mamoplastia redutora tem como finalidade reduzir o tamanho dos seios. Essa cirurgia plástica é muito procurada por mulheres que possuem os seios muito fartos, que não condizem com sua estrutura corporal, causando dores nas costas e desconforto.

2. Blefaroplastia

Blefaroplastia é o nome técnico para a cirurgia conhecida popularmente como cirurgia das pálpebras. Essa técnica é indicada para indivíduos que desejam melhorar o aspecto de velhice e cansaço que se instala na expressão facial quando a pessoa possui excesso de pele ao redor dos olhos. A intervenção pode ser feita nas pálpebras superiores, inferiores (área em que se instala uma pequena bolsa) ou em ambas, a fim de conseguir um olhar mais atento e descansado.

Além disso, a blefaroplastia também corrige problemas de flacidez e acúmulo de gordura nas pálpebras, o que pesa a região acima dos olhos e pode prejudicar a visão, já que o olho não consegue ficar totalmente aberto. Ela é procurada tanto por mulheres quanto pelos homens para corrigir o problema funcional, que também é estético.

Essa intervenção cirúrgica elimina as bolsas de gordura localizadas na pálpebra e as rugas que muitas vezes impedem as mulheres de usar maquiagem no local. A blefaroplastia devolve a jovialidade do rosto, melhorando seu aspecto como um todo. Para tanto, o cirurgião plástico faz as incisões nas linhas que normalmente se formariam com as expressões faciais, o que as deixa praticamente imperceptíveis.

3. Rinoplastia

A rinoplastia é a cirurgia realizada para alterar a estrutura do nariz. Seu principal objetivo pode ser estético ou de saúde, resultado de recomendações médicas. A intervenção pode corrigir problemas relacionados ao septo nasal, promovendo a melhora na respiração e reduzindo o ronco noturno.

Em relação a rinoplastia com fins estéticos, podemos dizer que ela apresenta bastante versatilidade, uma vez que as possibilidades de remodelação do nariz são muitas. Você pode diminuir ou aumentar o tamanho, afinar, projetar a ponta, remover o calo e estreitar as narinas. Tudo para deixá-lo mais proporcional ao seu formato de rosto.

Vale ressaltar que os resultados da cirurgia podem levar alguns meses para aparecer de forma definitiva, devido ao inchaço da região.

4. Otoplastia

O pavilhão auricular é a parte externa da orelha. Esse apêndice é constituído por uma cartilagem flexível coberta por pele. A sua função mais importante é captar o som e transmiti-lo para a parte interna da orelha, mais especificamente a orelha média.

É por esse motivo que pessoas que tem o pavilhão proeminente podem ter problemas de autoestima. Nesse contexto, a otoplastia corrige as orelhas proeminentes, que normalmente são resultados de herança genética. Isso significa que pessoas com orelhas proeminentes tem maior chance de terem casos semelhantes na família.

Geralmente a cirurgia é realizada em crianças — a partir de 5 anos ou quando as orelhas já estiverem totalmente formadas — mas não são raros os casos de adultos que se beneficiam desse procedimento.

A Otoplastia é um procedimento que reposiciona os pavilhões auriculares, o que os torna menos visíveis. Dessa forma, a face se torna mais proporcional e, consequentemente, mais bela. No entanto, essa cirurgia plástica também é empregada para corrigir alterações de formato da orelha, para tratar defeitos de nascença ou congênitos, do canal auditivo e outras estruturas do aparelho, a fim de melhorar a audição do paciente.

Para tanto, o cirurgião plástico realiza uma pequena incisão atrás da orelha, seguindo a dobra natural da pele. Depois disso, retira-se o excesso de pele para que o pavilhão seja reposicionado. Caso seja necessário, o médico também pode retirar um pedaço da cartilagem da orelha para diminuir o tamanho do pavilhão.

5. Implante facial

Os implantes faciais são utilizados para definir o rosto, aumentando a sua projeção, ao mesmo tempo que cria características mais marcadas e distintas. Geralmente, esse tipo de cirurgia plástica é procurado por pessoas que não se sentem satisfeitas com o seu contorno facial, possuem queixos pequenos, pouco evidentes ou a mandíbula pouco marcada.

É importante destacar que qualquer área do rosto pode passar pelo procedimento de aumento. No entanto, o queixo, as maçãs do rosto e a mandíbula são os preferidos na hora de realizar um implante.

6. Lifting de sobrancelhas

O lifting geralmente é usado para corrigir as consequências do envelhecimento facial causado pela flacidez, pelo enfraquecimento dos músculos, exposição em excesso ao sol, hereditariedade e pelo efeito sanfona — oscilações significativas no peso corporal.

Com isso, o lifting nas sobrancelhas é um procedimento que tem como finalidade a elevação dos supercílios — parte inferior à sobrancelha. Essa intervenção pode ser realizada por meio de diversas técnicas que apenas diferem pelas vias utilizadas para acessar ou pelos objetivos do paciente.

7. Implante de prótese

As cirurgias que envolvem o implante de prótese de silicone podem ser feitas em outros lugares além dos seios. Por exemplo, o implante da prótese nos glúteos é bastante comun em pessoas que desejam aumentar o volume do bumbum ou deixá-lo com o formato mais arredondado.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Também é indicado quando os dois lados não estão simétricos, por causa de alguma lesão ou para corrigir problemas de flacidez, decorrente do sedentarismo ou da idade mais avançada. Outro exemplo da utilização das próteses são as intervenções cirúrgicas na panturrilha. A ideia desse procedimento é tornar as panturrilhas mais torneadas e volumosas, melhorando a proporção da perna como um todo.

8. Ritidoplastia

A ritidoplastia é uma intervenção que realiza processos de lifting facial com o objetivo de melhorar os sinais aparentes do envelhecimento no pescoço, como excesso de gordura, perda do tônus muscular, flacidez, rugas e linhas de expressão.

Para obter melhores resultados e alcançar mais harmonia no rosto, o ideal é realizar esse procedimento em conjunto com outras intervenções, como a blefaroplastia, o lifting nas sobrancelhas e na testa e o implante facial.

Apesar de melhorar significativamente o aspecto de envelhecimento e as cicatrizes causadas pela acne, a ritidoplastia não melhora a pele definitivamente. Depois de um tempo, os sinais tendem a reaparecer e retomar sua forma original.

Para evitar esse problema, existem outros tratamentos que podem ser associados, como os peelings, tratamentos com laser ou outras opções que podem ser combinadas com o lifting facial, sem contraindicações.

9. Lipoaspiração

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica que tem como objetivo remover a gordura localizada de regiões específicas, sendo que a região abdominal é uma das mais procuradas. Outras regiões mais comuns são coxas, quadris, culote e costas, mas a lipoaspiração pode ser realizada em inúmeras outras áreas. Além disso, o procedimento pode ser feito em duas ou mais regiões em uma mesma cirurgia, o que garante um efeito escultural melhor ao corpo.

Esse procedimento é indicado tanto para mulheres quanto para homens que possuem gorduras localizadas e estão insatisfeitos com o formato corporal. É importante salientar que o procedimento é usado para modelar o corpo, e não deve ser usado com o objetivo de perder peso. Afinal, ele não diminui os quilos na balança, mas sim retira pequenas quantidades de gordura que são difíceis de perder com dieta e exercícios físicos. Como a gordura é retirada com sangue e outros nutrientes, não pode-se retirá-la em excesso.

Para tanto, o cirurgião plástico utiliza uma cânula que é acoplada a um tipo de aspirador cirúrgico. Com movimentos de vai e vem, o médico aspira a gordura de áreas demarcadas. Isso é feito por meio de uma pequena incisão, que não costuma ser maior que 2 centímetros.

10. Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica para o abdômen, com foco na correção estética dessa região do corpo. Alguns fatores, como o envelhecimento, gestações e as variações de peso, principalmente a perda de muitos quilos, trazem prejuízos para a estrutura abdominal. Assim, após essas fases da vida, é natural ter um abdômen com acúmulo de gordura, pele, flacidez e estrias.

Sendo assim, a abdominoplastia é uma cirurgia muito procurada, visto que corrige esses incômodos estéticos. No entanto, essa cirurgia plástica não é recomendada para quem busca emagrecer, embora ocorra certa perda de peso após o procedimento. Outra indicação para a abdominoplastia é a diástase abdominal, ou seja, a separação dos músculos retos do abdômen, o que é comum após a gravidez.

Nesse caso, além de retirar o excesso de pele e gordura, o cirurgião plástico também promove o fechamento dos músculos por meio de sutura. Isso é importante para que a musculatura da região fique forte e íntegra, contribuindo para melhora do aspecto estético do abdômen e também para a sustentação do tronco.

11. Ninfoplastia

A ninfoplastia, também conhecida como labioplastia, é uma cirurgia plástica feita na região íntima para correção estética e funcional. Seu objetivo é diminuir o tamanho dos pequenos lábios, estruturas localizadas na parte interna da vagina, após os grandes lábios, e que direcionam o jato de urina durante a micção.

Em algumas mulheres, os pequenos lábios são grandes ou muito assimétricos, o que pode causar incomodo emocional e prejudicar a autoestima e as relações sexuais. Além da parte estética, também há prejuízo funcional, visto que o tamanho exagerado dessa estrutura pode causar dor durante a relação sexual, devido a entrada dos pequenos lábios na vagina, assim como propiciar o aparecimento de patologias que causam corrimento, devido ao acúmulo de secreções.

Na cirurgia tradicional, o cirurgião plástico aplica anestesia local ou peridural para cortar um pedaço dos pequenos lábios, deixando-os simétricos e menores. A cirurgia a laser também é uma opção e tem alguns benefícios, como o rejuvenescimento vaginal, visto que há estímulo da produção de colágeno na região.

12. Mentoplastia

Mentoplastia é o nome dado a técnica que modifica o mento, ou o queixo, região que está entre a mandíbula, a parte inferior da face e o pescoço. A cirurgia plástica pode ser feita com o objetivo de aumentar o queixo, procedimento mais comum e menos complexo, ou para diminuir o queixo, cirurgia mais complexa e menos realizada. Essa modificação na face é feita de acordo com os traços da face e o objetivo final é entregar para o paciente um rosto mais proporcional e harmônico.

Na mentoplastia de aumento, existe a opção de colocar uma prótese, que normalmente é fabricada em silicone, no lugar do mento, tornando o queixo mais proeminente. Outra opção, chamada de mentoplastia de avanço, em que o osso do mento é cerrado e deslocado para a frente, sendo reposicionado com parafusos.

Já a mentoplastia de redução é semelhante a de avanço, mas é retirada uma parte do osso para que seja feita o reposicionamento de modo que o queixo seja menos proeminente.

Todos os tipos de cirurgia plásticas citadas neste artigo, além de realçarem a beleza e melhorarem pontos estéticos, ajudam no processo de aceitação do próprio corpo, aumentam a autoestima e garantem até mesmo um melhor relacionamento interpessoal, pois a partir do momento em que você está bem consigo mesmo, estará de bem com os outros.

Vale lembrar que para realizar cirurgias plásticas com segurança é fundamental encontrar profissionais sérios que respeitem a sua vontade e realizem os procedimentos da maneira correta, como na Clínica Integrada de Cirurgia Plástica.

E então, ficou interessado nesse assunto e quer saber melhor como funcionam as cirurgias plásticas? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação