A importância da autoestima feminina para você gostar do seu corpo

A autoestima feminina diz respeito à valorização de características pessoais (físicas e emocionais) — e não apenas a uma atitude positiva em relação à vida. É atributo de mulheres que, conscientes de sua importância no mundo, estão sempre buscando meios se destacar, seja na vida pessoal, profissional ou social. 

A autoestima elevada surge a partir de atitudes positivas e acompanha a pessoa durante toda a vida. Crianças que tiveram problemas de autoestima baixa possivelmente serão adultos retraídos e inseguros. Da mesma forma, aquelas que cresceram rodeadas de amor e valorização de suas qualidades tornam-se adultos confiantes.

Neste post, vamos falar sobre a importância de cultivar este sentimento e como ele contribui para uma vida saudável. Confira!

Importância de gostar de si mesmo

Muita gente fala que amor-próprio é fundamental. Mas será que as pessoas realmente sabem por que gostar delas mesmas é tão importante? 

Se você observar ao redor, indivíduos com a autoestima elevada se relacionam melhor com o mundo que os cerca e se destacam nos diferentes setores da vida profissional. Isso acontece porque eles se consideram capazes e merecedores do que há de melhor — e, assim, atraem bons relacionamentos, amizades, oportunidades de trabalho e prosperidade.

A mulher que se ama se cuida. Ela capricha no visual, adota hábitos saudáveis, cuida do corpo e da mente e acredita em seu próprio potencial para realizar mudanças ou conquistar objetivos. É por isso que a autoestima elevada é importante: a pessoa passa a reconhecer seu próprio valor.

Em contrapartida, quem possui problemas de autoestima vive à sombra da opinião alheia, sempre com medo de correr riscos e experimentar algo novo. Geralmente, estão insatisfeitas com a própria aparência ou com o emprego que possuem e vivem dilemas intermináveis.

Benefícios da autoestima elevada

O maior benefício de gostar de si mesmo é não viver em guerra pessoal o tempo todo. Quem se aceita — mesmo com todos os defeitos que possa ter — vive melhor. No entanto, a autoestima feminina não se reserva apenas a essa vantagem. Ela também:

Transforma as relações

Muitas vezes, as relações se desfazem porque um dos parceiros se coloca em posição inferior ou reclama de tudo. Com certeza, é mais fácil e prazeroso conviver com uma pessoa que se valoriza e não se submete a situações de abuso.

No momento em que a postura adotada é de autoestima, as relações se transformam para melhor, pois a mulher busca companhias (amorosas, profissionais e sociais) sadias. Sem contar que ela começa a atrair pessoas que estão em sintonia com seus ideais para seu círculo de convivência.

Melhora o humor

Quem não tem problemas de autoestima vive em paz com a vida que possui. Não há motivo para reclamar, já que existe aceitação. Se, por acaso, alguma coisa incomoda, a pessoa busca meios de melhorar. Por exemplo: se a mulher está acima do peso e não se sente bem com isso, promove ações para emagrecer.

E, caso esteja insatisfeita com alguma parte de seu corpo, pesquisa sobre procedimentos estéticos. Enfim, ela muda a situação e não deixa que isso abale seu humor.

Promove a longevidade

Partindo do pressuposto que a autoestima leva as mulheres a cuidarem melhor de si mesmas, pode-se dizer que elas melhoram a qualidade de vida e, consequentemente, favorecem a longevidade. Pessoas bem resolvidas sabem o que querem e saem em busca disso.

Elas querem viver mais e melhor. Em vez de se esconderem de si mesmas e dos outros, preferem viver de forma saudável, exercitando o corpo, comendo bem e fazendo atividades que melhorem a saúde mental e emocional. Todas essas ações aumentam a expectativa de vida.

Proporciona satisfação pessoal

A satisfação pessoal se refere à aceitação do próprio corpo e das características que compõem a personalidade de uma pessoa. Ter autoestima é olhar a si mesmo no espelho e aceitar a imagem que ele reflete. Mais do que isso, é um passo importante para admitir quando é preciso melhorar e encarar as mudanças positivamente.

Dicas para elevar a autoestima feminina

Chegou até aqui e descobriu que precisa desenvolver a autoestima para aproveitar os benefícios que ela oferece? Veja algumas orientações que separamos para você: 

Busque o autoconhecimento

Como você poderá gostar de si mesma se não conhece a pessoa que está aí dentro? O autoconhecimento ajuda a promover esse encontro e, quando isso acontece, fica mais fácil reconhecer seu valor interior para depois admirá-lo.

Pense positivamente sobre você

Ninguém é perfeito — e você não é exceção. Sempre tem um aspecto em nós que gostaríamos de mudar, mas não adianta ficarmos nos martirizando, como se nada pudesse ser feito.

É possível vivenciar as dificuldades de forma positiva, sem focar no sofrimento, principalmente quando se trata do próprio contexto em que vive. O importante é, em vez de criar crenças que limitam suas potencialidades, criar outras que favorecem sua autoestima, ou seja, o amor-próprio.

Não se cobre muito

Ninguém vai conseguir agradar a todos. Por isso, não seja seu maior crítico: faça o que pode fazer e lembre-se de dar um passo de cada vez. Isso significa respeitar o ser humano que você é.

Quando as coisas não saírem como foram planejadas, perdoe-se. Lembre-se de que seu caminho é uma construção (e os erros também ensinam).

Capriche no visual

A aparência de uma pessoa é o reflexo da forma como ela se sente em relação a si mesma. Quer ter autoestima? Comece cuidando do seu visual. Adote um estilo que reflita sua personalidade. Use roupas que façam você se sentir bem e não leve considere a opinião alheia. 

Experimente coisas novas

A vida é movimento — e você, como parte dela, deve seguir essa dinâmica. Viaje, mude o corte de cabelo, adote um jeito novo de viver. Não deixe que o medo ou a insegurança criem bloqueios desnecessários. 

Como você pode notar, a autoestima está diretamente relacionada à aceitação da pessoa, principalmente no que se refere à sua beleza física. Ainda bem que é possível desenvolvê-la por meio de atitudes, como foi mostrado neste artigo. 

Agora que você entendeu o que é autoestima feminina e como ela é importante, que tal nos dizer o que achou? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe sua opinião!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

3 Comentários

  1. Simplesmente sensacional. Quando estamos em sintonia total com nosso corpo, tudo flui melhor

  2. Sou prova viva de que autoestima é essencial em nossa vida. Algo que só obtive depois das cirurgias plásticas.

  3. Avatar
    Ignez Mendessays:

    Excelente, nada mais importante do que estar bem consigo mesmo, só assim as coisas acontecem…

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação