Cirurgia plástica estética e reparadora: há diferença?

Quando falamos em cirurgia plástica, é comum depararmos com vários termos diferentes e, para muitos, confusos. E a maior parte da confusão se dá por explicações de senso comum.

Hoje, vamos esclarecer se existe ou não diferença entre uma cirurgia plástica reparadora e uma estética. Essa, aliás, é uma confusão comum entre as futuras pacientes, principalmente para quem quer realizar o procedimento por meio de um plano de saúde. Acompanhe!

Quais são os objetivos de uma cirurgia plástica?

Antes de falarmos sobre o que difere os dois tipos de cirurgia, é importante abordarmos o que leva uma pessoa a decidir em realizá-los. Entendendo isso de forma clara, será possível compreender cada uma das nomenclaturas dadas aos procedimentos. Listamos alguns dos principais fatores que motivam a modificação de alguma parte do corpo:

Aumento da autoestima

Talvez um dos principais motivos que fortalecem a decisão de alguém em recorrer à uma clínica de cirurgia plástica para corrigir ou melhorar alguma parte do seu corpo seja a busca pela melhora da autoestima. De certo, quando alguém está bem consigo, principalmente com a sua imagem, há um aumento da segurança e confiança em várias áreas da sua vida.

Por isso, buscar um cirurgião plástico pode trazer ganhos muito maiores que os estéticos, pois o que enxergamos no espelho impacta, e muito, o comportamento do nosso psicológico. Mas é importante entender que uma plástica, por mais fantástica que seja, não resolve problemas psicológicos causados por outros fatores.

Melhora da qualidade de vida

Diversos tipos de cirurgias são procuradas pelos pacientes, ou até mesmo requisitadas por seus médicos, para melhorar a sua qualidade de vida. Independentemente do resultado estético, que é um ganho que vem junto, esses procedimentos contribuem para o seu bem-estar e saúde.

Um exemplo é a cirurgia bariátrica que é recomendada para as pessoas que não conseguem reduzir o seu peso seguindo os métodos comuns, como dietas e exercícios físicos. Por isso, o caminho mais indicado é uma intervenção cirúrgica, que consegue alcançar os resultados no tempo adequado ao tratamento, como a cirurgia bariátrica.

Dessa forma, há outros tipos que visam o mesmo fim, como a Mamoplastia de redução, indicada para seios muito grandes e desconfortáveis, que acarretam problemas na coluna por causa do seu peso.

Correção pós-cirúrgica

Outro grande benefício de uma cirurgia plástica é a sua associação com outros procedimentos a fim de corrigir cicatrizes ou outras marcas que ficaram. Por exemplo, quando alguém passa por uma cirurgia após um acidente, os cirurgiões podem indicar que essa pessoa busque uma plástica para reconstruir a área afetada, já que esses procedimentos em caráter de urgência não objetivam o fator estético.

Cirurgias de câncer de mama também deixam sequelas desagradáveis, e algumas mulheres buscam uma alternativa na cirurgia plástica, para recuperar a forma anterior.

O que é uma cirurgia plástica estética?

O conceito de cirurgia estética é bem mais amplo do que as definições dadas à ele. Afinal, por mais que não seja considerado como tal, o resultado de vários procedimentos também é estético e altera a aparência, melhorando-a por consequência.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Porém, muitos órgãos, principalmente as empresas de planos de saúde consideram como cirurgia estética aquelas que visam exclusivamente uma transformação na aparência da área modificada, sem interferências funcionais ou corretivas.

Essa definição é utilizada para justificar valores e coberturas desses planos. No entanto, as suas características não podem limitar ou separar um procedimento do outro, e os Cirurgiões Plásticos os consideram como únicos.

Vale lembrar que, considerando esse entendimento, uma mesma cirurgia pode ser considerada de reparação ou estética a depender do objetivo para o qual ela foi recomendada.

O que é uma cirurgia plástica reparadora?

O que separa os conceitos dos dois tipos cirúrgicos são os objetivos. Assim como citamos na estética, essas diferenciações servem apenas para balizar as decisões de cobertura dos planos, mas na prática não há argumentos que justificam uma separação.

A cirurgia reparadora é aquela que visa corrigir alguma incorreção no corpo, que prejudica a saúde ou traz complicações para o paciente. E, para quem faz essa distinção, esses procedimentos são de reparação e não estéticos, embora os seus resultados estéticos sejam evidentes.

Para que você entenda bem essa divisão, tomaremos como exemplo a cirurgia para correção dos lábios leporinos. Quem tem essa falha, normalmente busca a correção visando a melhora das funções naturais do corpo, a depender do tipo do problema. Porém, a transformação gera benefícios que vão além dos funcionais, pois a reconstrução modificará esteticamente a imagem da pessoa, devolvendo a sua auto-estima e propiciando sua integração social.

Qual é o melhor momento para buscar uma cirurgia plástica?

Independentemente do fim da cirurgia, é importante que ela seja feita para satisfazer, por completo, as expectativas de quem a busca. Se o corpo não tiver necessidade de reparação, mas a pessoa não tiver satisfeita com a sua aparência, a cirurgia deve ser considerada.

A recomendação é que o interessado, na sua primeira consulta com o cirurgião plástico, saiba explicar todas as suas motivações e os motivos que o levaram à decisão de buscar essa transformação.

A escolha do Cirurgião Plástico , pode fazer toda a diferença!

Buscar um Cirurgião Plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, já fará um diferença no processo de decisão para uma plástica, pois é um procedimento que exige uma relação de honestidade e apoio do profissional ao paciente.

Esperamos que o nosso post tenha o ajudado a compreender as características de uma cirurgia plástica reparadora e da estética. Mesmo não tendo diferença, há alguns detalhes que são característicos de cada uma.

Se você está planejando realizar uma transformação na sua imagem ou deseja corrigir algo em seu corpo, entre em contato com a gente, marque uma consulta com um dos nossos profissionais ou uma visita à clínica. Será um prazer esclarecer as suas dúvidas e lhe ajudar.

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação