Conheça 5 principais tipos de limpeza de pele e como escolher

A pele é o maior órgão do corpo humano e necessita de cuidados especiais que requerem bastante atenção. Um deles é a limpeza de pele, um procedimento estético feito em clínicas de estética ou consultórios, que tem por objetivo remover impurezas e cravos da derme. O tratamento pode deixar a pessoa com o rosto mais higienizado, brilhante e bonito.

Existem diversos tipos de limpeza de pele, oferecendo diferentes soluções para quem necessita eliminar impurezas oriundas da poluição e outros agentes ambientais. Essa limpeza proporciona vários benefícios e o principal deles é a remoção das células mortas, o que facilita a penetração de cremes hidratantes, clareadores e detoxificantes.

Neste post, vamos apresentar 5 tipos de limpeza de pele, mostrando as características de cada um. Confira!

Quais são os tipos de limpeza de pele?

1. Esfoliação

A esfoliação é um procedimento por meio de uma mistura de substâncias com textura granular que são misturadas ao óleo ou creme e têm o objetivo de limpar, hidratar e promover a renovação celular da pele. O procedimento garante que a camada mais superficial, na qual são encontradas células mortas, seja removida.

Os resíduos são eliminados por meio da abrasão ou descamação da mistura em contato com a derme. A partir desse momento, a derme fica equilibrada, além de diminuir a aparência de manchas e marcas.

Existem diversos benefícios da esfoliação. Ela uniformiza e melhora a tonalidade, estimula a circulação do sangue, elimina a celulite, devolve à pele um aspecto saudável e elimina impurezas e toxinas.

O esfoliante é ideal para cada tipo de pele, seja normal, sensível, seca, mista ou oleosa. Entretanto, é muito importante consultar um especialista que poderá realizar o tratamento de maneira correta.

Caso a esfoliação seja feita em casa, a melhor maneira é realizar um movimento circular firme em todas as regiões do corpo. Em áreas como pescoço, colo, cotovelos, braços e joelhos, dê preferência aos grânulos maiores, que têm uma potência maior. Já no rosto, o ideal é escolher esfoliantes mais leves, já que é uma área sensível.

2. Extração

A extração é um tipo de limpeza de pele que pode durar cerca de 30 minutos — dependendo do estado da derme — e pode ser feita após a esfoliação. A pele é submetida a um vapor com ozônio, que abre os poros e propicia hidratação, o que facilita a drenagem das espinhas, cravos e miliuns (bolinhas amareladas que contêm sebo).

O tempo de exposição ao vapor com ozônio é de aproximadamente 5 minutos. Apesar de o ozônio ser um gás com propriedades fungicidas e bactericidas, o excesso pode causar efeitos tóxicos quando inalado por um longo período. Após esse tempo, um vapor de água é aplicado por 10 minutos sobre a pele, que é coberta por uma camada fina de algodão embebido em creme hidratante.

Para retirar os miliuns e cravos, é necessário usar técnicas de manipulação corretas. Os cravos são espremidos com os dedos, mas o profissional não aperta a pele diretamente, pois é utilizada uma gaze para realizar a extração. Isso auxilia na redução da dor e evita machucar a derme.

Já os miliuns são removidos por meio de uma microagulha, pois é preciso remover a casquinha que recobre o cisto para expelir a bolinha de sebo de seu interior. O ideal é não extrair espinhas durante a limpeza de pele, porque deixa cicatrizes e gera inflamação. 

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

A extração precisa ser realizada delicadamente e devagar, de maneira que o paciente sinta-se confortável. Para pessoas mais sensíveis a dor, um anestésico tópico pode ser usado previamente.

Depois que a extração é feita, é usado um aparelho de alta frequência para a cicatrizar e atuar como um anti-inflamatório sobre a pele que sofreu microlesão.

3. Peeling químico

O peeling químico é um tratamento muito indicado para pessoas que apresentam manchas na pele, excesso de oleosidade, poros aparentes e espinhas. O procedimento pode ser feito com vários ativos, como ácido salicílico, retinóico e glicólico, que removem as camadas superficiais da derme, para que possa se regenerar com uma aparência melhor.

Os principais benefícios que o peeling químico proporciona para a pele são:

  • atenua manchas e rugas;

  • diminui a formação de cravos e espinhas;

  • melhora a textura da pele;

  • controla a oleosidade.

O procedimento deve ser feito em um consultório com um dermatologista. A região é preparada antes de começar o peeling para que a técnica responda de maneira mais uniforme. Em seguida, o ácido é aplicado. O peeling químico é repetido de acordo com a necessidade de cada pessoa. O tratamento é realizado em uma única sessão ou dividida em várias, que é determinada pelas características da pele do paciente.

Após o procedimento, a pele fica bastante sensível e, portanto, é importante evitar a exposição solar, não tocar na área tratada e usar protetor solar. Além disso, cremes hidratantes também devem ser utilizados para evitar o surgimento de manchas.

4. Máscara

As máscaras têm por objetivo auxiliar na remoção de cravos. Em geral, utiliza-se uma máscara calmante, à base de mentol ou azuleno, de acordo com o tipo de pele, de 10 a 20 minutos para ajudar na diminuição da vermelhidão e acalmar a pele.

A remoção pode ser realizada com água e gaze limpa, por meio de movimentos circulares. Durante a atuação, pode ser feita a drenagem linfática manual em toda a face para ajudar a retirar o inchaço.

5. Massagem

A massagem é feita por meio de manobras metódicas e suaves com finalidade estética ou terapêutica, que auxilia na aplicação de substâncias calmantes e hidratantes. Para diminuir a aparência de vermelhidão, águas termais e compressas com loções calmantes também podem ser aplicadas.

Qual a periodicidade da limpeza de pele?

A limpeza depende do tipo de pele de cada pessoa. Dermes secas e normais podem repetir o processo a cada 2 meses. Já as pele oleosas, mistas e com a presenças de cravos exigem um cuidador maior, e o ideal é realizar a limpeza todo mês. 

Como vimos, existem diversos tipos de limpeza de pele, que proporcionam uma derme mais bonita, hidratada e com aparência saudável. Por isso, antes de optar pelos tratamentos, marque uma consulta com um dermatologista que poderá indicar a limpeza ideal de acordo com as suas necessidades.

Gostou deste conteúdo e quer complementar a sua leitura? Então, conheça a harmonização facial, técnica que veio para ficar!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação