Fazer cirurgia plástica após os 50 anos? Entenda sobre essa tendência!

A realização de cirurgia plástica após os 50 anos de idade é algo que está se tornando cada vez mais comum. Não é só porque uma pessoa entrou na terceira idade que ela precisa deixar de se cuidar, certo? Aliás, quanto mais a idade avança, mais essas pessoas desejam ter uma pele firme, macia e sem manchas, assim como um corpo compatível com os seus desejos.

Dessa forma, muitos idosos buscam a cirurgia plástica para recuperar alguns fatores que interferem na beleza, autoestima e bem-estar. Ao longo da vida, diversos fatores influenciam e refletem na aparência que teremos no futuro. Entre eles estão a alimentação, exposição ao sol, consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo.

Para quem se cuidou em todos os estágios da vida, buscando sempre uma alimentação equilibrada, a prática de exercícios físicos e cuidados diários com a pele, como a aplicação de protetor solar, além de ficar longe do álcool e do cigarro, é certo que a sua aparência refletirá em uma idade menor do que a que realmente tem.

No entanto, mesmo com todos os cuidados indicados, o tempo continua sendo um inimigo natural da beleza e vai chegar um dia em que a sua pele se tornará mais frágil, sensível e apresentará flacidez, rugas, manchas e vermelhidão. Além disso, o seu corpo também será afetado e certamente precisará de algumas correções.

Assim, a cirurgia plástica se torna uma aliada muito apropriada no combate dos sinais da idade. Ao recuperar aspectos fundamentais para uma pessoa se sentir mais bonita, esses procedimentos certamente contribuem para a qualidade de vida da população acima dos 50.

Quer conhecer quais são os procedimentos mais realizados entre essas pessoas? Continue a leitura e descubra também quais são os cuidados necessários e se existe alguma restrição nas cirurgias. Confira!

Quais são os principais procedimentos realizados após os 50 anos?

Para tratamentos faciais, a população mais madura pode optar por procedimentos estéticos minimamente invasivos, como:

  • peeling químico;
  • aplicação de toxina botulínica;
  • preenchimento labial, em rugas ou sulcos;
  • tratamentos a laser.

Essas técnicas oferecem bons resultados na amenização de manchas solares, marcas de acnes e outros sinais de envelhecimento.

No entanto, as opções mais eficientes continuam sendo as cirúrgicas. Além disso, a cirurgia pode ser a única opção para redução de pele e gordura corporal em excesso, por exemplo. Separamos, a seguir, quais são os procedimentos mais realizados no auge da idade.

Blefaroplastia

A blefaroplastia, também chamada de cirurgia plástica de rejuvenescimento das pálpebras, é uma técnica realizada para melhorar a aparência e sustentação dessa parte do olho, tanto as superiores como as inferiores.

Normalmente, esse costuma ser o primeiro procedimento realizado entre todas as etapas de rejuvenescimento facial. A técnica retira o excesso de gordura e pele que confere o aspecto de pálpebras caídas e olhar cansado.

Lifting facial

Todos os dias, a ação da gravidade estimula a queda da pele e dos tecidos de sustentação da face. Além disso, as rugas e linhas de expressão ficam cada vez mais evidentes.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Nesses casos, o lifting facial é a opção ideal de cirurgia plástica para disfarçar o aspecto de flacidez, assim como os sinais que surgem com o avançar da idade.

Abdominoplastia

Várias pessoas passam a vida inteira desejando realizar uma cirurgia plástica para melhorar a aparência da barriga, seja devido uma gravidez ou uma grande perda de peso. No entanto, em muitos casos, acaba sendo na terceira idade em que essas pessoas procuram um médico para realizá-la.

Por esse motivo, a abdominoplastia, uma cirurgia que elimina o excesso de gordura e pele do abdômen, também é um dos procedimentos mais realizados após os 50 anos. Assim, é possível ter um abdômen firme e sem pregas devido ao excesso de pele.

Mamoplastia redutora

Na terceira idade, mamas muito grandes podem ser um fator desencadeante de dores, principalmente nas costas. Nesses casos, a mamoplastia redutora é uma técnica que remove o excesso de tecido gorduroso, glândulas e pele dos seios. Assim, é possível adaptar o tamanho das mamas com a estrutura corporal da mulher, além de deixá-las mais elevadas e menos flácidas.

Quais são os cuidados necessários para realizar uma cirurgia plástica nessa idade?

Antes de realizar qualquer procedimento cirúrgico, é fundamental que o paciente seja submetido a uma bateria de exames clínicos e laboratoriais para que a sua saúde possa ser avaliada como um todo.

Além disso, é indicado que cada cirurgia dure, no máximo, até 2 horas, pois isso evita a exposição excessiva do paciente idoso. Ademais, é contraindicado associar duas técnicas cirúrgicas em um mesmo procedimento, porque a recuperação do paciente pode ser prejudicada.

Na população idosa, o pós-operatório costuma ser mais complicado que em uma pessoa mais jovem. Por esse motivo, a avaliação pré-cirúrgica precisa ser extremamente criteriosa para evitar que uma cirurgia plástica após os 50 anos traga problemas.

Existe alguma restrição nos procedimentos?

Não existe idade limite para uma pessoa passar por uma cirurgia plástica. Assim, mesmo os mais idosos, como os pacientes nos seus 70 ou 80 anos de idade, podem passar por um procedimento, desde que estejam em boas condições de saúde.

Entre os fatores que devem ser analisados estão doenças preexistentes, como hipertensão e diabetes, distúrbios de coagulação, dificuldade de cicatrização e problemas cardíacos. Esses fatores impedem a realização de um procedimento por aumentar os riscos durante a cirurgia ou no pós-operatório.

Por esse motivo, para que tudo ocorra da melhor forma possível, é indispensável procurar um médico qualificado e com todas as especializações para realizar tais procedimentos. Assim, você terá certeza de que está cuidando da sua estética com segurança.

Nas mãos de um bom profissional, o qual fará uma avaliação minuciosa e colocará a sua saúde em primeiro lugar, a cirurgia plástica após os 50 tem tudo para atender às suas expectativas! Dessa forma, é possível melhorar a sua aparência e recuperar a vitalidade que tanto deseja, porque é assim como você se sente por dentro.

Ficou interessado em realizar uma cirurgia plástica? A Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo conta com uma equipe qualificada para realizar o seu procedimento com segurança e qualidade! Entre em contato conosco agora mesmo e marque a sua consulta!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação