Lifting facial ou rejuvenescimento da face: o que é e como funciona?

Em algum momento da vida, você olhará no espelho e se deparará com um rosto diferente daquele da juventude. Isso ocorre porque, com o envelhecimento, há uma perda natural de colágeno e elastina, que são responsáveis por manter a pele firme e elástica. Com isso, as temidas rugas surgem, causando incômodo estético.

A boa notícia para quem quer ter uma aparência mais jovem e livre das rugas e linhas de expressão é que existem uma série de tratamentos estéticos e cirurgias plásticas para corrigir os mais variados problemas. Um deles é o lifting facial ou rejuvenescimento da face, que tem como principal objetivo o de resgatar e aprimorar os contornos faciais.

Quer saber mais sobre esse tratamento? Então, leia este artigo até o final e descubra!  

O que é lifting facial ou rejuvenescimento da face?

A palavra lifting tem origem americana (lift significa levantar) e é usada para caracterizar cirurgias em que os tecidos são realocados em seu local de origem. No caso do lifting facial, ou rejuvenescimento de face, o procedimento é feito no rosto.

No Brasil, essa cirurgia é bastante popular, e as principais áreas que passam pela intervenção são a região T (área frontal que engloba o nariz e a testa), pálpebras, pescoço e mandíbula.

De uma forma geral, podemos dizer que o lifting facial é uma cirurgia plástica com o objetivo de rejuvenescer, ou seja, eliminar flacidez, rugas, excesso de pele na região do rosto e, ainda, recuperar os contornos faciais perdidos com o tempo.

O envelhecimento ocorre porque, com o passar dos anos, há uma perda de gordura que gera flacidez nos tecidos. Por essa razão, na cirurgia de rejuvenescimento da face, há uma elevação e um reposicionamento dos tecidos epitelial e muscular na região, dando um aspecto mais jovial e bonito.

Também conhecida como ritidoplastia, o lifting facial é bastante comum entre as mulheres a partir dos 45 anos. Entretanto, para que o resultado do procedimento seja aquele esperado pelo paciente, é preciso que seja feito por um cirurgião plástico em uma clínica, uma vez, que a intervenção necessita de anestesia geral e internamento por cerca de três dias.

Quem está em busca de resultados ainda melhores, pode optar por combinar outros procedimentos, como a blefaroplastia (correção de pálpebras) e a rinoplastia (correção do nariz) para criar um rosto mais harmonioso e esteticamente agradável.

Para quem é indicado?

O envelhecimento da pele é causado pela ação do tempo, que leva à perda de substâncias importantes que garantem a elasticidade da pele, e, também, por fatores externos, como exposição solar em excesso, radicais livres, herança genética ou maus hábitos, como bebida e cigarros em excesso.

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert

Por isso, os procedimentos de rejuvenescimento da face são indicados para todas aquelas pessoas que, insatisfeitas com a sua aparência em decorrência do envelhecimento ou da flacidez em excesso, buscam recuperar os traços faciais, devolvendo os contornos e deixando a pele mais jovem.

O lifting facial normalmente é procurado por pessoas que apresentam rugas mais profundas, flacidez (em decorrência da idade ou de grandes perdas de peso), vincos nasogenianos (também conhecidos como bigode chinês), perda do tônus muscular e quando há perda de contorno na região da mandíbula.

Esse procedimento geralmente é aconselhado para pessoas a partir dos 40 anos de idade e que estejam em boas condições de saúde. Para isso, o médico responsável deve fazer uma avaliação geral e, também, analisar condições específicas de saúde que possam comprometer o sucesso da cirurgia. Caso haja alguma enfermidade ou o paciente se encontre em uma idade muito avançada (ou o contrário — pessoas muito jovens), a cirurgia não é indicada.

Quais são os tipos de lifting facial?

De acordo com a complexidade da região que passa pelo procedimento, o lifting recebe nomes diferentes. Os principais tipos de lifting são:

  • minilifting — associado a cicatrizes menores, esse procedimento tem um menor descolamento dos tecidos;
  • lifting temporal — melhora o posicionamento do supercílio, deixando o olhar descansado e jovial;
  • lifting frontal — procedimento que visa a corrigir as rugas localizadas na região da testa e a musculatura envolvida;
  • lifting cervicofacial — combina o tratamento do rosto e do pescoço com o objetivo de devolver a posição original para os tecidos, tratando, também, a musculatura;
  • lifting endoscópico — é uma cirurgia realizada com a ajuda de um sistema óptico que possibilita incisões menores, o que permite a correção de estruturas mais nobres. 

Como é a recuperação?

Antes de realizar uma cirurgia de rejuvenescimento facial, é preciso fazer uma avaliação de saúde completa, com exames de sangue e eletrocardiograma, além de suspender o uso de medicamentos e cigarros de acordo com a orientação médica.

A recuperação da cirurgia facial costuma ser lenta e causa algum desconforto na primeira semana após o procedimento. Para que esse processo seja menos desconfortável e os resultados sejam positivos, é preciso que o paciente siga algumas recomendações como:  

  • tomar remédios para controlar a dor;
  • dormir sempre de barriga para cima e elevar o travesseiro, pelo menos na primeira semana;
  • manter cabeça e pescoço enfaixados;
  • realizar a drenagem linfática a partir do terceiro dia de cirurgia;
  • evitar usar cosméticos nos 7 primeiros dias após o procedimento;
  • não mexer nas cicatrizes.

Passado o efeito pós-cirúrgico, a partir de 2 ou 3  semanas, a expectativa é uma aparência mais jovem, com menos flacidez e menos ocorrência de rugas. Felizmente, as técnicas utilizadas atualmente permitem que o rosto fique com uma aparência natural, deixando o visual leve e harmonioso.

As cirurgias de lifting facial são realizadas com um corte pequeno na linha da orelha, de onde se trabalha toda a musculatura facial. Por essa razão, não é preciso ter medo das cicatrizes, uma vez que elas ficaram restritas a essa região e quase imperceptíveis. Algumas técnicas também utilizam o corte na borda do couro cabeludo, o que também permite um resultado discreto e natural.  

O lifting facial ou rejuvenescimento da face é uma ótima opção para quem busca elevar a autoestima e ver-se livre de rugas ou excesso de pele. Mas, para isso, não se esqueça de procurar médicos especialistas credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e, também,  clínicas que ofereçam toda a infraestrutura necessária para o procedimento.

Ficou interessado em fazer o rejuvenescimento facial? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação