Mastopexia e mamoplastia: entenda as principais diferenças

As cirurgias plásticas de correção nas mamas estão entre as mais populares no Brasil e as principais técnicas utilizadas são a mastopexia e mamoplastia. Junto com a vontade de deixar os seios harmoniosos com o restante do corpo e ainda dar aquela levantada na autoestima, surgem também algumas dúvidas em relação a qual tipo de procedimento escolher de acordo com o resultado esperado.

E você, sabe quais são as principais diferenças entre mastopexia e mamoplastia? Se você está pensando em realizar um procedimento para correção mamária, mas está em dúvida sobre qual deles é o mais indicado, este artigo é para você! Nele, vamos apresentar cada uma dessas técnicas, mostrar as diferenças entre elas e explicar quando são indicadas. Vamos lá? Boa leitura!

O que é mastopexia?

Alguns fatores  avanço da idade, amamentação, alterações hormonais, gravidez, o emagrecimento excessivo ou até mesmo a ação da gravidade  fazem com que os seios se tornem flácidos e com aspecto caído. Esse processo é chamado de ptose mamária.

Visando a corrigir esse problema e melhorar a autoestima das mulheres, a mastopexia realiza um lifting nas mamas, levantando-as e revertendo o seu caimento natural. A ideia é reposicionar a aréola e retirar o excesso de pele flácida, deixando as mamas elevadas e retornando-as para a sua posição original de maneira simétrica.

Esse tipo de procedimento é indicado para mulheres que estão satisfeitas com o tamanho dos seios, mas estão infelizes com sua aparência e formato. A cirurgia pode ser feita de duas formas:

  • clássica: há o reposicionamento da mama a partir da retirada do excesso de pele e gordura, conferindo um formato harmonioso sem o uso de prótese de silicone;

  • com prótese: quando há muita flacidez no seio, pode-se recorrer ao implante de silicone para dar mais firmeza e sustentação.

A mastopexia pode ser realizada a partir de um corte na região dos mamilos, se estendendo em uma linha vertical em direção à base, ou optando por um corte que se assemelha a um T invertido. O tipo de incisão depende da quantidade de pele e gordura a ser retirada.

Esse procedimento resulta em cicatrizes permanentes. No entanto, dependendo do tipo de pele e do cumprimento dos cuidados pós-operatórios, elas se tornam praticamente imperceptíveis.

O que é mamoplastia?

Diferente da mastopexia, a mamoplastia é uma intervenção cirúrgica que tem como principal finalidade alterar o volume dos seios. De acordo com o objetivo e a necessidade da paciente, ela pode ser de aumento, de redução, reparadora ou de reconstrução. A seguir, vamos conhecer melhor cada uma dessas variações e entender quais as suas indicações. Confira!

Mamoplastia de aumento

A mamoplastia de aumento é a intervenção cirúrgica cujo objetivo é aumentar o tamanho da mama. Utilizando uma prótese de silicone, a cirurgia é responsável por dar mais volume aos seios, garantindo maior proporção ao restante do corpo e satisfação pessoal. Serve também para restaurar o volume perdido em casos de mulheres que amamentaram ou perderam muito peso em um curto período.

A escolha do tamanho da prótese varia de acordo com o biotipo de cada mulher aliado às suas expectativas em relação ao resultado que deseja obter. Também deve ser considerada a recomendação do cirurgião plástico.

A mamoplastia de aumento pode ser feita inserindo a prótese sobre o músculo do peito ou por baixo dele, dependendo das condições clínicas da paciente. Para a realização da cirurgia com prótese de silicone, é feito um corte discreto em torno da aréola ou na parte inferior dos seios.

O tamanho e a recuperação das cicatrizes pode variar de acordo com o local onde foi feita a incisão. Entretanto, elas costumam ser bem pequenas, variando de 3 a 5 cm, de acordo com o volume do implante.

Mamoplastia redutora

A mamoplastia redutora é a cirurgia indicada para a diminuição do tamanho dos seios. É um procedimento recomendado para mulheres que têm seios desproporcionais ao tórax, o que prejudica a coluna, a postura corporal e também a estética.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Para realizar a mamoplastia redutora, o cirurgião leva em conta a dimensão do tórax, o tamanho das mamas e a expectativa da paciente. Nesse procedimento, há a retirada de tecido da mama e da pele excedente. Logo em seguida, é realizada a remodelagem dos seios, buscando um formato natural.

A cicatriz dessa cirurgia fica na região periareolar e tem formato de T invertido. Além da retirada do excesso dos tecidos, pode ser usada uma prótese de silicone para conferir uma consistência mais firme e um colo mais marcado.

Mamoplastia reparadora

A mamoplastia reparadora tem como objetivo corrigir a diferença entre os tamanhos e formatos dos dois seios. Com isso, durante o procedimento, pode se optar por colocar próteses com volumes diferentes, reduzir o tamanho da mama maior ou, ainda, reposicionar os seios.

Mamoplastia reconstrutiva

É a cirurgia que tem como propósito dar uma nova aparência para os seios, sobretudo em casos de acidentes ou da retirada cirúrgica de uma ou ambas as mamas. Além do implante de silicone, é feita a reconstrução estética do seio, fazendo com que a mulher se sinta bem com seu corpo novamente.

Mastopexia e mamoplastia: qual escolher?

Agora que você já sabe a diferença entre mastopexia e mamoplastia, como escolher uma delas? A resposta para esse questionamento deve partir dos seus objetivos com a intervenção e levar em consideração seu biotipo.

Por exemplo, se você deseja aumentar ou reduzir o volume dos seios, deve optar por uma mamoplastia. Agora, caso queira apenas recuperar a elasticidade, levantar os seios e ficar com uma aparência mais jovem, a opção mais adequada é a mastopexia. Por fim, se seu objetivo é alterar o tamanho e ainda remodelar a aparência, combinar as duas técnicas pode ser uma alternativa viável.

Como é o pós-operatório de uma cirurgia nas mamas?

O resultado de qualquer um dos procedimentos depende da escolha de uma clínica de cirurgia plástica séria, das expectativas em relação aos resultados e também de seguir as recomendações médicas no pós-operatório. Para que a recuperação transcorra bem e você tenha o corpo que desejou ao buscar a cirurgia, é preciso seguir os seguintes cuidados:

  • utilizar a medicação recomendada de maneira correta;
  • evitar movimentos bruscos com os braços;
  • dormir sempre de barriga para cima;
  • evitar a exposição solar;
  • utilizar sutiã cirúrgico ou bandagem elástica;
  • higienizar os curativos.

Pronto! Neste artigo, trouxemos as principais diferenças entre mastopexia e mamoplastia e suas indicações mais frequentes. Caso deseje realizar uma cirurgia plástica nas mamas, procure um cirurgião credenciado e converse com ele sobre as suas expectativas.

Se você gostou deste artigo e quer continuar tendo acesso a mais informações sobre cirurgias plásticas, siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram! ​

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação