O que é mentoplastia? Saiba quando é indicado realizar a cirurgia de queixo!

Você sabe o que é mentoplastia? Se ainda não conhece esse procedimento, é normal, afinal, muita gente tem dúvidas em relação ao nome (que não é tão comum assim). Trata-se da cirurgia plástica de queixo (mentoplastia), que se torna cada vez mais popular. Outro nome para essa operação é a cirurgia ortognática.

O principal objetivo dessa cirurgia é devolver a harmonia facial por meio do alinhamento do queixo conforme os demais traços do rosto. É uma operação importante para quem não está satisfeito com os contornos faciais ou do próprio queixo, afinal essa é uma área determinante para quem busca simetria e padrões altos de beleza. Também é indicada para corrigir problemas funcionais.

Gostou do assunto e quer saber mais sobre a mentoplastia? Continue neste artigo que vamos explicar o que é, como é realizado o procedimento, para quem é indicado e como é o pré e o pós-operatório.

O que é a mentoplastia?

A mentoplastia é a cirurgia plástica cujo objetivo é dar uma melhor forma ao mento, nome científico atribuído à região do queixo, pescoço e mandíbula. Também conhecida como cirurgia de queixo, é um procedimento que tem se tornado popular graças ao resultado que proporciona.

A ideia é trazer mais simetria para o rosto, padrão bastante exaltado pelas sociedades modernas do ocidente. Para isso, o procedimento pode ser tanto de aumento quanto de redução do tamanho da área, dependendo dos traços do paciente.

Como é realizado o procedimento?

A cirurgia de queixo é uma das principais alternativas para posicionar corretamente a região. Além disso, ela pode encurtar, alongar e até mesmo modificar o formato do queixo. A avaliação da indicação de cirurgia deve, primeiro, partir da insatisfação com a simetria do rosto e, em seguida, da orientação do médico cirurgião plástico.

Na cirurgia realizada para aumentar o tamanho de queixos retraídos, o procedimento é feito na parte de dentro da boca ou mesmo no encontro do queixo com o pescoço. Normalmente se utiliza a anestesia local. No entanto, em alguns casos, o mais recomendado é cortar o osso e tracioná-lo para a parte da frente, assim, a anestesia geral é recomendada pois envolve estruturas mais complexas.

Quando o problema é o contrário, ou seja, o queixo é avançado (proganatismo), a cirurgia de reposicionamento pode ser feita apenas na região ou em toda mandíbula, de acordo com a orientação do médico. Para realizar esse procedimento, o cirurgião plástico deve fazer um corte no osso e posicioná-lo para trás. O processo termina quando o queixo é fixado com parafusos.

Em relação a desvios laterais, o especialista precisa cortar o osso, posicionando-o para o meio e utilizando parafusos para fixar.

Em alguns casos, pode ser necessário um tratamento interdisciplinar como combinar a mentoplastia com a rinoplastia (cirurgia plástica no nariz) ou procedimentos ortodônticos, uma vez que a posição dos dentes pode influenciar diretamente o resultado final.

Quem deve fazer a cirurgia de queixo?

O queixo é fundamental para construir um rosto simétrico e harmônico. Ele, em conjunto com o nariz, é responsável por formar a nossa imagem de perfil. Por tal razão, não são raros os casos de pessoas que estão insatisfeitas com o formato do queixo, seja por ser muito grande, pequeno e pouco expressivo, ou, em situações extremas, quando essa região está desalinhada e assimétrica.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Nesse sentido, a cirurgia de queixo é procurada por quem quer ter um contorno facial mais harmônico e o médico cirurgião plástico recomendou esse procedimento.

Além disso, a mentoplastia é realizada por pessoas que sofrem de apneia grave do sono ou ainda que tiveram algum traumatismo grave na região, como acidentes, por exemplo. Vale lembrar ainda que a indicação desse procedimento dependerá da saúde do paciente e da idade, uma vez que só é possível realizar a cirurgia após os 17 anos, fase em que a estrutura óssea está completamente formada.

Como é o pré e pós-operatório?

A cirurgia de queixo não costuma apresentar complicações graves. No entanto, para que os resultados atendam a expectativa, e o paciente não enfrente nenhum problema, é fundamental seguir as orientações do pré e pós-operatório. Confira cada uma das etapas a seguir!

Pré-operatório

O pré-operatório deve se iniciar com uma criteriosa análise facial, além do levantamento do histórico médico, bem como a situação odontológica completa do paciente. Para identificar a necessidade da realização da mentoplastia, o médico deverá avaliar cuidadosamente os terços da face em conjunto e separados e fazer diversas fotografias para documentar as condições do queixo antes do procedimento.

Em diversos casos, pode ser recomendado o tratamento ortodôntico antes da mentoplastia, uma vez que a posição dos dentes é diretamente responsável na posição dos lábios, determinando, assim, a estética do perfil.

Além disso, é recomendado que o paciente faça os exames de sangue pedidos pelo médico e suspenda o uso de alguns medicamentos, bebida alcoólica e cigarro.

Pós-operatório

Depois que o procedimento (seja de aumento, redução ou simetria) for realizado, o paciente deve seguir algumas recomendações no período de pós-operatório. Apesar de a alta ser dada no mesmo dia, a área precisa ser imobilizada por uma semana.

Nesse período, o paciente não deve fazer esforço ou realizar movimentos bruscos com o local, sendo, portanto, indicada a dieta líquida. A retirada dos pontos também ocorre por volta de 7 dias após a intervenção. Para aliviar a dor, o inchaço e reduzir o risco de infecção, é fundamental o uso de antibióticos e analgésico, de acordo com a prescrição médica.

A reabilitação depois da cirurgia de queixo pode levar semanas, mas, após 15 dias, já é possível retornar às atividades rotineiras. No primeiro mês, fazer drenagem linfática de 2 a 3 vezes por semana na região pode ajudar a reduzir os edemas e inchaços.

De uma forma geral, a cirurgia de queixo não apresenta riscos ou complicações, no entanto, é fundamental escolher os profissionais especializados no assunto e a clínica que possua infraestrutura suficiente para atender com qualidade os pacientes.

E você, já pensou em realizar uma mentoplastia? Entre em contato conosco e tire as suas dúvidas!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação