Quero tirar meu implante, e agora? Saiba como é o procedimento!

As cirurgias plásticas de correção são frequentemente utilizadas quando algum aspecto do corpo não está harmonioso e, também, quando o paciente busca uma renovar a autoestima, melhorando pontos que desagradam em sua aparência. 

operação na mama, principalmente a mamoplastia de aumento, ou seja, a implantação de próteses de silicone nos seios, é uma das intervenções cirúrgicas preferidas das brasileiras. Contudo, a redução também é bastante comum.

O problema é que o procedimento algumas vezes é feito por impulso ou por mulheres ainda muito novas que se veem diante do seguinte questionamento: quero tirar meu implante, e agora, o que eu faço?

Pensando em responder a essa pergunta, neste artigo vamos elencar os principais motivos pelos quais as mulheres optam pela retirada da prótese, quais os melhores caminhos a serem seguidos para a realização do procedimento e ainda abordar como a mastopexia é uma alternativa para retomar o formato original das mamas. Vamos lá? Confira!

Por que quero tirar meu silicone?

Muitas mulheres que optam pela mamoplastia de aumento estão em busca de melhorar a aparência dos seios, aumentando o volume, sustentação e contorno. Outras pacientes optam pelo implante da prótese em decorrência da amamentação ou perda de peso excessiva — ambas situações que geram flacidez às mamas e que acabam prejudicando a sua autoestima.

Entretanto, em alguns casos, há mulheres que optam por retirar o implante devido a uma série de razões. Veja algumas delas:

  • mudança de estilo de vida;

  • idade, já que algumas cirurgias são feitas em mulheres muito jovens que ainda podem ter desenvolvimento mamário;

  • nova percepção do corpo com o amadurecimento;

  • ganho de peso, que pode deixar as mamas mais pesadas;

  • gravidez, mesmo não afetando a amamentação, algumas mulheres optam pela retirada do silicone.

  • prática de atividade física intensa.

Quais são os primeiros passos?

Você pesquisou bastante e pensou: quero tirar o implante, o que eu faço? A primeira coisa a se fazer é ter a certeza de que é realmente quer retirar o silicone.

A partir disso, procure um cirurgião plástico da sua confiança e que seja credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP para avaliar e orientar em relação ao que deve ser feito em seu caso. Além disso, ele ainda explicará melhor sobre quais os caminhos possíveis de acordo com as suas expectativas.

O procedimento mais indicado para a remoção da prótese é a mastopexia. A seguir, confira como é feita essa cirurgia, se existe algum risco e quais os cuidados necessários para que o resultado seja positivo!

Como é feita a mastopexia?

mastopexia é indicada quando há uma insatisfação com o formato das mamas devido ao avanço de idade, amamentação, gravidez, perda de peso excessivo ou quando a paciente quer retirar seu implante de silicone.

Com o objetivo de conferir maior simetria aos seios, remover a flacidez e o excesso de pele, a mastopexia realiza um lifting na região das mamas, levantando e removendo a pele que foi esticada com a prótese. Por meio essa cirurgia há um reposicionamento da aréola e correção da flacidez, deixando-os com o formato original, de maneira simétrica.

A mastopexia é um procedimento que visa melhorar aparência do colo, inclusive em casos de remoção de implante. Ela pode ser feita de duas formas, dependendo do objetivo:

  • clássica: é feita quando há o reposicionamento da mama a partir da retirada do silicone, da pele e da gordura, promovendo um formato harmônico;

  • com outra prótese: quando a mulher quer apenas diminuir o tamanho do implante, é feita a remoção de pele excedente e da gordura de acordo com o novo tamanho.

Essa intervenção cirúrgica por ser feita por meio de incisões na região dos mamilos que se estendem por uma linha vertical até a base do seio. Outra opção é realizar um corte em formato de T invertido. A escolha de qual tipo de incisão vai depender da quantidade de pele que deve ser retirada da região e do tamanho do implante.

Existe algum risco na cirurgia?

Umas das principais dúvidas em relação a cirurgia de retirada da prótese de silicone nos seios é se ela oferece algum risco e se o resultado será, de fato, o esperado.

Primeiro é preciso ter em mente que todo o procedimento envolvido resultará em cicatrizes permanentes. O tamanho, a cor e a profundidade vão ser definidos de acordo com características de cada pessoa.

Quando a redução for muito grande, a cicatriz costuma ser feita ao redor da aréola ou no formato do T invertido, como detalhamos. Já quando o implante utilizado for pequeno, o médico pode examinar se é possível a retirada da prótese pela mesma incisão da mamoplastia de aumento, apesar de serem raros esses casos. A ideia é sempre buscar pela opção que trará a menor marca para a paciente.

Assim, o resultado e a aparência da cicatriz vai depender da técnica, do tamanho do implante retirado, da idadedo peso (IMC) e da qualidade da pele. Com o sucesso da cirurgia, em pouco tempo você verá o resultado.

Em relação aos riscos da cirurgia em si, a remoção de prótese não costuma apresentar complicações. Entretanto, por se tratar de uma intervenção cirúrgica como qualquer outra, o ideal é buscar por profissionais sérios que realizarem a operação em clínicas ou hospitais que disponham da estrutura necessária para atender a uma emergência, se for necessário.

Quais são os cuidados necessários?

Assim como nas cirurgias de aumento, na mastopexia redutora é recomendado seguir algumas recomendações no pós-operatório para que a recuperação seja tranquila e o resultado positivo. Confira:

  • fazer uso da medicação recomendada pelo médico;

  • evitar fazer movimentos bruscos com o braço;

  • dormir de barriga para cima;

  • não se expor ao sol;

  • fazer uso do sutiã cirúrgico pelo tempo indicado;

  • higienizar os curativos com frequência.

Neste artigo respondemos a questão: quero tirar meu implante, e agora? Como percebemos, é necessário conversar com o cirurgião de sua confiança para explicar suas expectativas e, então, realizar o procedimento de remodelação das mamas. Seguindo todas as recomendações médicas, é possível ter um ótimo resultado e ter uma aparência que a deixe feliz e realizada.

Se você se interessou pelo assunto ou está pensando em passar por uma cirurgia para remoção do silicone, não perca tempo. Entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas sobre o procedimento.

Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação