Tire suas principais dúvidas sobre o implante de silicone mamário!

Apesar de ser um dos procedimentos estéticos mais conhecidos e realizados no Brasil e em todo o mundo, o implante de silicone mamário continua a gerar muitas dúvidas entre as mulheres que estão interessadas nesta cirurgia plástica.

Se você está insatisfeita com o tamanho dos seus seios e pretende passar por uma cirurgia de prótese mamária, continue a leitura! Neste artigo, separamos os assuntos mais relevantes sobre o tema para acabar com as suas dúvidas.

Vamos lá?

Quais são as principais indicações para o implante de silicone?

A cirurgia plástica de aumento das mamas é indicada para as mulheres que desejam aumentar o volume dos seios, projetá-los ou ainda levantar as mamas.

No entanto, nem todas estão liberadas para passar pelo procedimento. Entre as restrições estão a população de grávidas, mulheres no período pós-parto ou amamentação, pacientes com problemas de saúde, como doenças hematológicas ou imunodepressoras, problemas cardiovasculares, qualquer tipo de câncer e também quem tem histórico de câncer de mama na família.

Por isso, antes de se submeter ao procedimento, é importante passar por um check-up completo para verificar se todas as condições estão adequadas para a realização da cirurgia. 

Ademais, também não é recomendado que pacientes muito jovens realizem o implante de silicone mamário, isso porque o desenvolvimento das mamas pode estar incompleto e é preciso esperar que esse processo seja finalizado.

Nessas situações, o ginecologista é o profissional responsável por fazer a liberação para a cirurgia, assim como é necessária a autorização dos pais caso a paciente seja menor de idade.

Onde são feitas as incisões?

As incisões para a inserção das próteses de silicone podem ser feitas nos sulcos logo abaixo das mamas, nas aréolas ou nas axilas. Em todos os casos, o corte é pequeno, com cerca de 4 a 6 centímetros, e a cicatriz resultante é discreta e difícil de visualizar. Confira detalhes sobre cada uma dessas incisões:

  • no sulco mamário: esse tipo de incisão é uma das mais indicadas pelos cirurgiões, quer pela facilidade de acesso, como a dificuldade de se visualizar o corte;
  • nas aréolas: indicada para as pacientes que possuem aréolas maiores, normalmente a cicatrização nesta região com o tempo é pouco perceptível;
  • nas axilas: a principal vantagem da incisão nas axilas é que nenhuma cicatriz nas mamas será produzida. Além disso, a ocorrência de queloides nessa região é rara.

Como escolher o volume mais adequado?

A escolha do tamanho da prótese que será utilizada no implante de silicone mamário depende basicamente da anatomia das mamas e o tamanho do tórax. A orientação do cirurgião plástico, é um fator importante para a decisão final.

No pré-operatório, o médico analisa o biotipo da paciente, sua altura, o tamanho do seu tórax, a posição dos mamilos, a quantidade de glândulas, a flacidez e gordura das mamas. Assim, ele define qual o volume mais adequado para cada mulher, conforme seu biotipo ou seja, suas características corporais.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Quais são os tipos de prótese de silicone disponíveis?

Além do volume, também é preciso decidir o tipo de prótese que será utilizado no implante. Esse fator é o que definirá como deve ficar o formato das mamas. Conheça quais são as três possibilidades:

  1. prótese em gota: também chamada de anatômica, essa é a opção mais indicada para pacientes que desejam um resultado mais natural, sem um volume muito grande no colo mamário;
  2. prótese redonda: para as mulheres que desejam um maior preenchimento do colo mamário, a prótese redonda é a ideal;
  3. prótese cônica: esse é o tipo de prótese recomendada para pacientes com tórax estreito ou que desejam uma projeção mais acentuada da mama, associada a pouco volume.  

Quais são as possíveis complicações?

Assim como todo procedimento invasivo, o implante de silicone mamário pode desencadear algumas complicações.

Contratura capsular

Esse problema acontece quando o organismo reage as próteses e desenvolve uma membrana fibrosa grossa ao seu redor, o que deforma o implante e deixa-o com um aspecto artificial. Em alguns casos, a contratura capsular pode até provocar dor nas mamas. Nesta ocorrência esta indicada a troca do implante mamário.

Com a evolução da qualidade dos materiais das próteses utilizadas, essa complicação é cada vez mais incomum e atinge cerca de 2 a 4% das pacientes que passam por essa cirurgia.

Alteração da sensibilidade da mama

A perda da sensibilidade das mamas, principalmente na região dos mamilos, é um dos maiores medos das mulheres que colocam silicone. A verdade é que isso realmente pode acontecer logo após a cirurgia. Contudo, depois de algum tempo, que varia de algumas semanas até 6 meses, tudo tende a se normalizar.

Quando é necessário trocar o implante de silicone?

A recomendação é de que, a cada 10 ou 15 anos, as próteses de silicone devem ser trocadas. 

Todavia, caso ocorra contratura capsular ou rompimento das próteses, será preciso realizar a troca, antes do tempo de recomendação dada (10 ou 15 anos).

Quais são os benefícios do implante de silicone mamário?

Passar por uma cirurgia de prótese mamária é algo muito positivo para a estética de uma paciente. Isso porque, quando uma mulher não se sente confortável com o tamanho ou o formato dos seus seios, a sua autoestima é afetada.

Por esse motivo, esse procedimento estético se torna essencial, pois agrega beleza e feminilidade às mamas, um ponto necessário para que uma mulher se sinta bem com o seu próprio corpo.

Com o auxílio de um cirurgião plástico de confiança, você pode aumentar o tamanho dos seus seios ou remodelá-los conforme a sua vontade e obter resultados muito naturais, ou seja, nada artificial ou exagerado. Além disso, as cicatrizes são quase imperceptíveis. Portanto, não há o que temer.

Gostou de tirar as suas dúvidas sobre o implante de silicone mamário? Para finalizar, destacamos que, se o seu maior desejo é passar por essa cirurgia, não deixe de correr atrás desse sonho! Concretizá-lo só trará vantagens para a sua vida!

Quer saber mais sobre cirurgia de mamas? Leia agora mesmo o nosso artigo e conheça quais são as três técnicas que podem ser realizadas!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação