Veja como planejar uma cirurgia plástica em 5 dicas

Qual parte do seu corpo você gostaria de modificar por meio de uma cirurgia plástica? Antes de tomar a decisão de visitar o cirurgião, é preciso analisar por que essa parte do corpo lhe incomoda tanto e qual resultado esse procedimento trará para a sua vida, se for realizado.

Na dúvida, procure por um médico e, se a avaliação for positiva, comece a planejar uma cirurgia plástica. Para obter o resultado esperado, é necessário pesquisar o tipo de procedimento e o currículo do cirurgião plástico, além de eliminar todas as suas inseguranças. 

época do ano mais indicada para fazer a sua plástica é entre o outono e o inverno, porque há a diminuição da retenção de líquido e de vasodilatação, além de que o frio é um convite ao repouso. Continue a leitura e se prepare para começar a concretizar o seu sonho!

Questione a necessidade de uma cirurgia plástica 

Essa é uma cirurgia que, dependendo do lugar, pode não haver volta — e, se ocorrer, sua despesa será ainda maior. É importante lembrar-se da frase “pediu tá pedido, não vale ficar arrependido”.

Por isso, a preparação para uma intervenção dessa natureza deve ser analisada a partir da resposta de algumas perguntas.

  • Estou fisicamente saudável?
  • Quero realmente fazer uma mudança de estilo de vida, como parar de fumar, alimentar-me com mais qualidade e evitar bebidas alcoólicas?  
  • Tenho consciência de como poderá ficar o resultado do procedimento? 
  • Quero fazer a cirurgia por vontade minha, ou para agradar outra pessoa? 
  • Conheço a competência do cirurgião plástico e quais procedimentos serão realizados? 
  • Meu médico conhece bem minhas condições médicas e os problemas de saúde que tenho?  
  • Estou pronto para fazer o pós-operatório, segundo a orientação do médico?  

Comece a planejar uma cirurgia plástica 

Ao contrário do que parece, diversos aspectos precisam ser considerados dentro do seu planejamento para que possa agendar o procedimento. Confira!

1. Informe-se sobre o procedimento 

Peça detalhes ao médico quanto aos procedimentos, como o tipo de anestesia usada, quais as orientações para o pré e pós-operatório, qual o tempo que ficará hospitalizado, os riscos da operação etc.

Com essas informações, você poderá decidir se fará a cirurgia plástica para iniciar os preparos com data marcada. 

2. Escolha um bom cirurgião plástico 

Pesquise junto à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica as qualificações do médico escolhido, e tenha certeza que estará nas mãos de um especialista reconhecido.

Caso conheça alguns de seus pacientes, questione sobre a satisfação de suas cirurgias, como foi o pós-operatório e outros detalhes. 

3. Mantenha um planejamento financeiro 

Verifique os custos do procedimento e as formas de pagamento para saber quanto precisará economizar para conseguir o dinheiro para sua cirurgia. Solicite ao médico que discrimine cada custo, como o seu trabalho, o do anestesista, materiais, hospital entre outros. Assim, você terá uma visão global do procedimento. 

Coloque, em suas despesas, a compra de uma cinta ou um sutiã cirúrgico, sessões de drenagem linfática, massagens e outros tratamentos para auxiliar na recuperação. 

Para levantar o dinheiro necessário, você pode fazer uma poupança, um parcelamento, financiamento ou consórcio. São várias as opções para facilitar a realização de seu sonho! 

No quesito parcelamento, os médicos facilitam a quantidade de prestações. Ainda, pode ser paga uma entrada e o resto parcelado — cada médico trabalha de uma forma. 

As cartas de créditos dos consórcios têm sido usadas para pagar as cirurgias plásticas. Na outra ponta, alguns bancos têm oferecido linhas de crédito para os pacientes realizarem os procedimentos. 

4. Saiba como devem ser feitos os procedimentos pré-operatórios 

Existem alguns cuidados básico para qualquer cirurgia plástica, como ficar em jejum de 8 horas e poder ingerir somente água, chá sem açúcar ou suco de laranja natural coado até 3 horas antes do procedimento.

Alguns medicamentos devem ser evitados, como os que prejudicam a coagulação, anti-inflamatórios não hormonais, fórmulas de emagrecimentos e estimulantes. 

O cigarro prejudica a circulação e provoca má formação das cicatrizes, aumentando o risco de trombose, embolia pulmonar e queloides. Por isso, evite fumar um mês antes e um mês depois da cirurgia. 

No dia do procedimento, tome banho com sabonete neutro, lave os cabelos e seque-os. Verifique com o seu médico se você pode depilar a área que será operada. Mantenha a pele bem hidratada, para evitar estrias — passe creme, pelo menos, duas vezes ao dia. Retire o esmalte da unha e a maquiagem do rosto, e não use joias ou bijuterias. 

Vá para o centro cirúrgico com todos os seus exames, documentos pessoais e guia de internação. Leve também trocas de roupas fáceis de serem vestidas. 

5. Veja como deve ser o pós-operatório 

Para o pós-operatório, existem algumas orientações específicas conforme o tipo de cirurgia. Porém, em geral, o indicado é: 

  • consulte o médico quantas vezes forem necessárias, para que você tenha boa recuperação e para que ele possa fazer o acompanhamento; 
  • faça a troca dos curativos com enfermeiros e evite molhá-los, a não ser que seja autorizado; 
  • controle a ansiedade de voltar às tarefas diárias, pois isso encurta o tempo de repouso necessário — não seja teimoso e siga as orientações médicas, para não ter a sua plástica comprometida; 
  • faça drenagem linfática para auxiliar na redução do inchaço e evitar nódulos, fibrose e protuberâncias na pele, se necessário; 
  • use cinta ou malha compressiva — conforme a cirurgia e se necessário — para que possa diminuir o inchaço e modelar o corpo, visando voltar ao normal de forma mais rápida; 
  • evite esforços e movimentos bruscos para não prejudicar a cicatrização, de acordo com a determinação do médico; 
  • evite tomar sol por, pelo menos, 30 dias — os raios solares atrapalham a cicatrização;
  • tome todos os medicamentos prescritos pelo tempo exigido;
  • não siga dicas de amigos e familiares, somente de seu médico. 

Para planejar uma cirurgia plástica, é preciso considerar vários detalhes, desde a pesquisa de um cirurgião plástico qualificado, até quem fará companhia a você no hospital. Por isso, esteja atento a cada fase. 

Quer saber mais sobre a plástica e outros procedimentos? Então, aproveite a sua visita para ler o nosso artigo sobre lipoaspiração e fique bem informado sobre o assunto. 

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação