Você já ouviu falar em lifting de coxa? Conheça o procedimento!

Em países de clima tropical como o Brasil, ter liberdade para mostrar as pernas em qualquer época do ano é sinônimo de conforto e qualidade de vida. Por isso, quem anseia em ter os membros inferiores torneados e esteticamente agradáveis deve apostar na prática regular de exercícios e na adoção de uma dieta equilibrada. Mas quando essas medidas não são suficientes, existe outra solução: o lifting de coxa.

Ainda não sabe o que é esse tipo de cirurgia e quando ela é indicada? Então você veio ao lugar certo! Neste artigo, explicaremos o que é o lifting de coxa, em que casos o procedimento é indicado e quais são os cuidados necessários para alcançar o resultado desejado e ter pernas lindas!

O que é o lifting de coxa?

Envelhecimento, efeito sanfona, perda excessiva de peso e até mesmo condições hereditárias: esses são apenas alguns dos fatores que podem levar ao acúmulo de gordura e ao excesso de pele na região das coxas, gerando flacidez. Essa é uma situação incômoda para muitas pessoas, pois além de prejudicar a imagem em frente ao espelho, pode atrapalhar o caminhar e limitar o uso de roupas justas.

Uma solução eficiente para esse desconforto é o lifting de coxa, também conhecido como cruroplastia, dermolipectomia das coxas, lifting crural ou levantamento de coxas. Essa intervenção cirúrgica tem como objetivo a retirada do excesso de pele na parte superior de cada uma das coxas, o que pode ou não ser associado à eliminação da gordura localizada na região por meio de uma lipoaspiração.

O tipo de incisão depende do grau de flacidez da pele na região e pode ser caracterizado de três formas:

  • incisão somente na virilha: indicado para casos mais leves de flacidez, pois age apenas sob o terço superior das coxas;
  • incisão na virilha até a metade da coxa: indicada para casos moderados em que a flacidez se encontra até a parte mediana da coxa;
  • incisão na virilha até o joelho: esse tipo de incisão deve ser feito em casos mais severos de flacidez, quadro comum em pacientes que passam por uma perda muito intensa de peso.

Após a incisão, é feito um esticamento da pele para a realização dos cortes que remodelam o contorno da perna. O cirurgião deve envolver a coxa com ligaduras apertadas, podendo ainda introduzir drenos próximos ao local do corte para retirar possíveis acúmulos de líquidos.

A cirurgia para retirada de pele excessiva nas coxas dura entre 2 e 4 horas e não costuma apresentar complicações, desde que o paciente siga as recomendações médicas à risca. Veja a seguir em quais casos ela é indicada.

Em quais casos o procedimento é indicado?

O lifting de coxa é indicado para pessoas que estão insatisfeitas com o contorno de suas pernas e que, mesmo após a rotina de atividade física intensa e adoção de dietas, não obtiveram o resultado necessário, apresentando excesso de pele nas pernas.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

A cruroplastia pode ser indicada para pacientes com mais de 18 anos que estejam próximos ou que já tenham atingido o seu peso ideal pois, esta é uma observação importante porque, caso haja uma nova perda de peso após a cirurgia, corre-se o risco da pele ficar flácida de novo.

De modo geral, essa intervenção cirúrgica é indicada para:

  • pessoas que passaram por uma intensa perda de peso em pouco tempo, sobretudo que fizeram a cirurgia bariátrica;
  • mulheres que tenham passado por uma gravidez recente e que apresentam oscilação de peso;
  • pessoas que visam corrigir o efeito do envelhecimento da pele.

É importante lembrar ainda que o lifting de coxas não retira a gordura localizada. Quando o paciente apresenta esse problema, associa-se a cirurgia de lipoaspiração.

Quais são os cuidados para fazer a cirurgia?

Ao pensar em realizar essa cirurgia, o paciente deve buscar por um cirurgião plástico filiado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e que atenda em clínicas com todo o suporte necessário. O médico escolhido deve fazer uma avaliação geral da área e solicitar os exames pré-operatórios, fundamentais para compreender o quadro de saúde do paciente.

Também é importante suspender o uso de medicamentos anticoagulantes e o consumo de cigarros e bebidas alcoólicas no período que antecede a cirurgia. O jejum total deve ser aderido nas 8 horas anteriores ao procedimento.

Como é o período pós-operatório?

A intervenção cirúrgica nas coxas não costuma apresentar complicações, e a recuperação em geral leva de 20 a 30 dias. Para que isso ocorra, porém, é importante seguir algumas recomendações básicas no pós-operatório, como:

  • manter repouso relativo nos 5 primeiros dias após a cirurgia;
  • ter uma alimentação equilibrada a partir da cirurgia para evitar o ganho de peso;
  • não fumar por pelo menos 15 dias após a cirurgia;
  • evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • evitar tomar sol na área nos primeiros 3 meses e, após esse período, utilizar protetor solar na região;
  • não ter relações sexuais por 30 dias, já que o corte da cirurgia é na região da virilha;
  • dormir na posição de barriga para cima no primeiro mês;
  • não realizar atividades físicas por 30 dias. Depois desse período, começar a praticar atividades leves e moderadas, quando liberada pelo seu médico;
  • realizar drenagem linfática após 30 dias;
  • fazer o uso correto da medicação receitada pelo médico;

Quais resultados são esperados?

Depois de seguidas as recomendações no período pós-operatório, o paciente pode esperar os melhores resultados. As cicatrizes ficarão visíveis por cerca de até 6 meses, mas ficam bem disfarçadas no contorno da perna.

Os resultados esperados com o lifting de coxa são pernas mais torneadas, com o aspecto firme e sem atrito entre as coxas ao caminhar. Passado os inchaços do procedimento, já possível perceber a mudança, e em até 6 meses o resultado definitivo aparecerá.

A manutenção dos resultados do lifting de coxa vai depender da adoção de alguns hábitos, como a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação equilibrada. Em caso de dúvidas ou interesse nesse assunto, entre em contato conosco e veja qual procedimento é o mais adequado para o seu caso!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

1 Comentários

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação