Você sabe como é feita a cirurgia de correção de cicatriz? Veja neste artigo!

As cicatrizes são marcas formadas a partir de um processo natural de recuperação de lesões na pele. Elas podem ser decorrentes de traumas, queimaduras ou de alguma intervenção cirúrgica. Apesar de serem relativamente comuns, essas marcas costumam causar um incômodo do ponto de vista estético e até mesmo afetar a autoestima. Para muitas pessoas, a melhor opção, nesses casos, é optar por uma cirurgia de correção de cicatriz.

Mas como funciona esse procedimento? No artigo de hoje, vamos explicar como é feita essa cirurgia, quais são os tipos de cicatrizes e também os fatores que podem influenciar na qualidade e no aspecto deixado pela lesão. Se você quer saber mais sobre esse assunto, leia este artigo até o final e descubra!

Como é a cirurgia de correção de cicatriz?

A cicatrização é uma ação que faz parte dos mecanismos de defesa e de recuperação do corpo. Quando a pele passa por algum tipo de lesão, o organismo produz um tipo de tecido fibroso para se recuperar, fechando a ferida.

Entretanto, esse processo varia de pessoa para pessoa e por isso as cicatrizes costumam apresentar os mais variados tamanhos, tipos e cores. Alguns desses sinais podem incomodar bastante, fazendo com que a pessoa busque por uma cirurgia de correção de cicatriz.

Essa cirurgia pode ser realizada em pessoas de qualquer idade e o procedimento deve levar em conta a individualidade do paciente, o tipo de lesão e a situação da cicatriz. Para a realização da cirurgia, o médico deve solicitar os exames pré-operatórios necessários e orientar quanto à importância do jejum de 8 horas, bem como sobre os cuidados pós-operatórios .

Dependendo do tamanho, coloração e profundidade da área lesionada, um único procedimento pode ser suficiente para a correção da cicatriz. Normalmente é uma intervenção rápida e que raramente apresenta complicações.

É importante destacar que o sucesso do procedimento vai depender do cumprimento das recomendações médicas e dos profissionais que vão realizá-lo.

Quais são os tipos de cicatriz?

Dependendo do que causou a lesão na pele, de fatores genéticos e de outras ocorrências que veremos ainda neste post, as cicatrizes podem apresentar formas, colorações e tamanhos diferentes. A seguir, veja os principais tipos de cicatriz e suas características.

Queloide

A queloide é um tipo de cicatriz que costuma ser grande e endurecida, ultrapassando os limites da ferida. Em alguns casos, pode causar coceira. Essa cicatriz se forma devido a uma produção excessiva de colágeno e está ligada a fatores genéticos. Além disso, não costuma regredir com o tempo, necessitando de cirurgia.

Cicatriz alargada

As cicatrizes que recebem esse nome são mais frequentes em áreas em que há uma maior tensão da pele. Elas são semelhantes às estrias. Com o aspecto raso e espalhado, uma das causas para a cicatriz alargada é o esticamento excessivo da pele ou a ruptura de pontos cirúrgicos.

Cicatriz hipertrófica

As cicatrizes hipertróficas também apresentam uma pequena elevação. No entanto, diferente das queloides, não ultrapassam os limites da ferida inicial. Apesar de serem originadas do excesso de colágeno, não têm ligação com fatores hereditários e podem regredir com o tempo.

banner clínica integrada de cirurgia plásticaPowered by Rock Convert

Cicatriz discrômica

As cicatrizes discrômicas são aquelas que geram cores diferentes na pele do paciente. Elas podem ser tanto hipercrômicas, em que há uma pigmentação escura da região, como hipocrômicas, que é quando a ferida se torna mais clara que a superfície ao redor. O tipo mais comum é a hipercrômica, que apresenta relação com o excesso de exposição solar na região e afeta principalmente tons de pele mais escuros.

Cicatriz retraída

Esse é um tipo de cicatriz que tensiona a pele, normalmente causada por queimaduras. Essa cicatriz causa um efeito de repuxa e pode dificultar os movimentos quando estiver localizada próxima de uma articulação, como cotovelos ou joelhos.

Quais fatores influenciam na qualidade da cicatriz?

Alguns fatores são determinantes para que a cicatriz possa apresentar uma melhor ou pior recuperação. Ter conhecimento sobre o assunto importante, já que eles refletem na estética da pessoa. Continue a leitura e saiba quais são!

Localização no corpo

Algumas regiões do corpo podem apresentar um comportamento cicatricial diferente, como orelhas, ombros, tórax etc. Ou seja, em uma parte eles podem ter uma recuperação simples e em outra podem gerar uma marca maior ou mais profunda, por exemplo.

Formato

Cicatrizes que têm o formato elevado, oblíquo ou que estão em trajetos curvos também apresentam a recuperação prejudicada em relação às demais.

Dimensão da ferida

Quanto maior a dimensão da ferida, tanto em extensão quanto em profundidade, maiores são as chances de que ela apresente um comportamento cicatricial alterado.

Idade do paciente

Quanto mais idade tiver o paciente, mais tempo leva para a recuperação total de uma ferida. Por outro lado, pacientes mais jovens costumam apresentar cicatrizes mais aparentes em relação aos idosos.

Características genéticas

Algumas características genéticas também são definidoras no processo de recuperação epitelial. Por exemplo, pacientes de cor negra ou de origem asiática são naturalmente predispostos a apresentar alterações ou patologias em relação às cicatrizes.

Cirurgia e cuidados pós-operatórios

O modo como é realizada a cirurgia também é um dos fatores determinantes, pois quando a ferida é bem fechada, levando-se em consideração a área afetada e sua dimensão, as chances de existirem marcas menos evidentes é maior.

Além disso, é de extrema importância que o paciente siga as recomendações passadas pelo cirurgião para o período pós-operatório, pois isso pode reduzir as chances de abertura dos pontos ou infecção das feridas.

Depois de entender um pouco mais sobre a cirurgia de correção de cicatriz, é importante destacar que a escolha da clínica e do profissional que vai realizar o procedimento é decisiva. Sempre procure por recomendações do estabelecimento e investigue o seu histórico de atendimento (se houve algum problema em relação a algum paciente, por exemplo). Também é importante que ele esteja com os registros em dia e que você se sinta confiante em relação ao trabalho desenvolvido e quanto aos resultados.

Se você tem mais dúvidas sobre a cirurgia de correção de cicatriz ou quer saber mais detalhes sobre o procedimento, entre em contato conosco!

A realização de cirurgias plásticas está cada vez mais comum, segura e acessível. Por essa razão, cada vez mais pessoas recorrem a um cirurgião plástico para melhorar aspectos que não estão agradando em seus corpos.Powered by Rock Convert
Dr. Lecy Marcondes

DR. Lecy Marcondes

Dr Lecy Marcondes Cabral, Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Fellow do Colégio Internacional de Cirurgiões, 35 anos de profissão, graduou-se, em 1982, em medicina pela Faculdade de Medicina de Pouso Alegre, em Minas Gerais:

  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.
  • Pesquisador na área de Cirurgia Plástica
  • Premiado nos Fóruns de Pesquisa do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Autor de capítulos de livros publicados nas áreas de cirurgia e cirurgia plástica.
  • Diretor e Responsável da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação